Paralisação das Obras do Porto de Caio em Cabinda Poderá Provocar Danos às Estruturas Já Implementadas

A paralisação das obras do Porto de Caio, o maior projecto a ser erguido em Cabinda, avaliado em 600 milhões de dólares, poderá provocar danos às estruturas já implementadas causando um retrocesso na execução da empreitada, devido a sedimentação com as correntes marítimas predominantes do Sul para Norte de Cabinda, segundo o consultor da empresa, Manuel Barata, entrevistado pelo Jornal de Angola.

Até a conclusão do projecto, disse Manuel Barata, Cabinda continuará “refém “do Porto de Ponta-Negra, para a descarga de mercadorias na medida em que a ponte-cais local não tem capacidade para a atracação de navios de grande porte. Actualmente, a descarga de mercadorias é feita através de um processo de transbordo, a partir dos navios acostados no largo para os pontões que levam a carga para até a ponte-cais.
Manuel Barata indicou que a falta de um porto de águas profundas em Cabinda tem reflexos no nível da vida da população, com o encarecimento, sobretudo, dos bens de primeira necessidade. Explicou que importação de um contentor de 20 pés da Europa para Luanda custa 1.700 euros, enquanto para Cabinda a mesma operação custa cerca 3500 euros. A transportação de um contentor de cabotagem de Luanda para Cabinda está avaliada em 4.000 dólares, custos que são, depois, reflectidos no preço final dos produtos ao consumidor.


Reedição do Livro “Luuanda”do Escritor Angolano Luandino Vieira

A Editorial Caminho anunciou a reedição do livro de contos “Luuanda”, do escritor angolano Luandino Vieira, que em 2006 recusou o Prémio Camões.

Luanda” foi originalmente editado em 1964, e faz parte das obras aconselhadas pelo Plano Nacional de Leitura. A publicação da obra, galardoada em 1964, em Luanda, com o Prémio D. Maria José Abrantes Mota Veiga, causou um forte clima de polémica e represálias por parte do regime fascista e colonialista que governava Portugal.

“Luanda” foi distinguido, em 1965, com o Grande Prémio da Novelística, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Escritores, o que causou fortes críticas e a repressão das autoridades do Estado Novo.

Nascido em Portugal há 84 anos, viveu a infância e a juventude em Luanda tendo-se naturalizado angolano em 1975. Foi um dos fundadores da União de Escritores Angolanos, da qual foi secretário-geral até 1980.


O Maior Risco de Segurança Para Empresas em Angola São a Criminalidade e Delinquência

A criminalidade violenta e a pequena delinquência representam a maior ameaça em termos de segurança para as empresas que atuam em Angola, um risco exacerbado pela incapacidade da polícia em lidar com o problema, segundo a consultora Fitch.

De acordo com um relatório que apresenta os riscos operacionais em Angola para o primeiro trimestre de 2020, produzido pela consultora Fitch e a que a Lusa teve acesso, a história violenta de Angola, a desigualdade e os altos níveis de pobreza são fatores que contribuem para o elevado nível de crimes com motivação económica no país.

Um risco “exacerbado pela falta de capacidade das forças policiais em investigar e lidar com o crime, por estarem mal equipadas, receberem salários baixos e serem consideradas altamente corruptos pela maioria da população”, indica o documento.

Angola – que está classificada em 10.º lugar num conjunto de 13 países do sul de África analisados pela Fitch quanto ao risco de vulnerabilidade ao crime, e em 11.º no que respeita à criminalidade e delinquência – implica assim custos adicionais para as empresas que terão de gastar “recursos significativos” em medidas de segurança privadas para garantir a segurança dos seus trabalhadores e bens.

Segundo a Fitch, as empresas do setor logístico e de abastecimento enfrentam riscos particularmente elevados de roubo de mercados e perdas financeiras devido à subida da criminalidade, associada ao aumento dos níveis de pobreza e escassez de alimentos.


Primeiro Banco de Leite Humano a Funcionar Desde Hoje em Angola

Foto de Notícias ao Minuto

O país conta, a partir desta segunda-feira, com o primeiro Banco de Leite Humano, localizado na Maternidade Lucrécia Paim, atender as necessidades alimentares de crianças prematuras e das nascidas de mães seropositivas.

O banco funciona com 25 especialistas, entre enfermeiras, fisioterapeutas, informáticos, nutricionistas e vigilantes, formados no país por especialistas brasileiros.

Tem laboratório de microbiologia de controlo e qualidade, salas de palestra, armazém, ordenha de leite, de higienização, consultório médico, processamento de leite, colheita, dentre outros compartimentos.

Com 50 dadoras regulares, tem capacidade de armazenar, em arcas frigoríficas, 100 litros de leite dia.

Em declarações à Angop, a coordenadora do banco, Elisa Gaspar, deu a conhecer que, para além da referida unidade, conta igualmente com alguns postos na Maternidade Augusto Ngangula, Kilamba Kiaxi ( Avo Kumbi), Cajueiros e no Hospital Geral de Luanda.

Segundo a médica, o leite humano pode ser consumido até um período de seis meses e após doado é testado em laboratório, sendo colocado em quarentena por um período de 72 horas.


Morreu Hoje em Luanda o Activista e Raper Angolano Carbono Casimiro

Dionísio Gonçalves Casimiro, mais conhecido por Carbono Casimiro era rapper e activista, uma voz bastante crítica contra a repressão, especialmente na altura da governação do Presidente José Eduardo dos Santos.

O anúncio da sua morte foi feito pelo irmão Joel Júnior, através da sua página de Facebook.

Nas redes sociais a consternação é evidente, entre activistas e rappers. O também rapper e activista, Luaty Beirão, que durante todo o dia de Segunda-feira fez apelos no Twitter para que as pessoas fossem doar sangue à Clínica Girassol, para o seu amigo, partilhou a sua perda horas depois.

Como o caso dos 15+2 afectou Carbono Casimiro

Em 2015, Carbono Casimiro havia dado uma entrevista à Voz da América, em que descrevia a polícia angolana como “carniceira”, depois de uma busca à sua casa, entre outros episódios.

No mesmo ano, Carbono foi um dos acusados de crime de rebelião e atentado contra o então Presidente da República, assim como os demais 15 activistas presos a 20 de Junho. Casimiro, ao contrário dos restantes, acabou não sendo indiciado.


O Segredo Bem Guardado de África, Cuando-Cubango

Clicar no Link abaixo-Só abre com o Mozilla Firefox

Cuando Cubango, o Segredo Bem Guardado de África


A província de Cuando-Cubango é um dos segredos mais bem guardados da África. Uma área quase inexplorada pelo Homem com uma biodiversidade única, graças aos rios que cruzam a região para alimentar o Delta do Cubango.

A mais de 800 km a sudeste de Luanda, o Memorial da Vitória de Cuito Cuanavale foi o cenário da maior batalha em África desde a Segunda Guerra Mundial, agora celebrada em vários países.

O objetivo da batalha “era libertar a África Austral, libertar Nelson Mandela, dar a independência à Namíbia e também acabar com o apartheid na África do Sul, José Eduardo dos Santos disse que Cuito Cuanavale brilhou com toda a intensidade do internacionalismo. Referiam-se à libertação da África Austral, porque África, no final de contas, é um Estado e deve ser respeitado”, explica o guia Joaquim Mulonzeno Quim.

Cuito Cuanavale foi em tempos ocupado por diversas forças militares estrangeiras. Hoje, com um novo aeroporto, é o centro do ecoturismo em Angola, num triângulo regional com a cidade de Maun, no Botsuana, e Cataratas de Vitória, no Zimbábue.

Com infra-estruturas recentes, a província goza atualmente de paz, campos férteis e água. O Cuanavale e o Cuito são atualmente dois rios de importância estratégica para uma região interessada em mostar ao resto do mundo os tesouros que encerra.


11.000 Crianças em Luanda Vão Beneficiar da Segunda Fase do Projecto de Ajuda Monetária Pelo Governo Angolano

O Governo angolano vai iniciar no próximo mês o segundo ciclo de pagamento das Transferências Sociais Monetárias, que vai beneficiar cerca de 11.000 crianças menores de cinco anos nas províncias do Bié, Moxico e Uíje.

Na primeira fase, o programa promovido pelo Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, que conta com o financiamento de 9,2 milhões de euros da União Europeia, abrangeu 6.151 famílias das províncias acima referidas.

Segundo um comunicado de imprensa da embaixada de Angola na Alemanha, até ao final do projecto, em dezembro de 2020, serão assistidos 20.000 menores de cinco anos, em número de até três crianças por cada família, que recebem cada uma trimestralmente 3.000 kwanzas (6,4 euros).

Numa acção de balanço da primeira fase, realizada quarta-feira, Ana Teresinha, ponto focal do projecto, que é implementado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o consórcio Louis Berger, disse que será feita uma avaliação e aprimoramento das questões antes do arranque do próximo ciclo.

De acordo com o comunicado, o projecto, que arrancou a 28 de Agosto passado na província do Bié, tem como objectivo garantir uma dieta melhorada aos menores, essencial para o seu quadro nutricional e desenvolvimento cognitivo, bem como aumentar o acesso a serviços essenciais de saúde e educação.


Resgatadas Duas Peças de Arte Com Valor Histórico Angolano

Duas obras de arte com valor histórico, nomeadamente um Mata-moscas e uma máscara Cihongo, saídas ilegalmente do país durante o conflito armado e recuperadas após vários anos de negociação com coleccionadores europeus, encontram-se actualmente, na Embaixada de Angola em Bruxelas, na Bélgica.

Recuperadas pela Fundação Sindika Dokolo, que procedeu, recentemente, à entrega oficial das mesmas à Embaixada de Angola em Bruxelas, as duas obras de arte das colecções de museus nacionais aguardam o retorno ao país, garantiu, ao Jornal de Angola, uma fonte do Ministério da Cultura. “Até ao momento as duas peças estão na Embaixada de Angola em Bruxelas aguardando o procedimento para o regresso ao país”, disse a fonte. As duas obras de arte recuperadas e que vão ser entregues ao Ministério da Cultura, foram expostas durante vários meses no Palácio das Belas Artes, em Bruxelas (Bozar), no âmbito de um documentário onde foram assinaladas as pesquisas conduzidas pela Fundação Sindika Dokolo.

O projecto da fundação arrancou em 2014, visando a recuperação de peças desaparecidas do Museu do Dundo durante a guerra civil, tendo ainda permitido o repatriamento de 13 obras das colecções nacionais.Segundo uma nota da fundação a exposição das obras de arte supramencionadas despertou não só o interesse dos visitantes, os quais contribuíram para um vasto debate de perguntas relativas à restituição das obras de arte africanas, tendo sido por diversas vezes referidas em importantes notícias sobre a actualidade da cultura internacional.


A TAP Passa a Voar Para Luanda ao Domingo e à Noite

FOTO: AIRBUS

Os voos semanais da TAP para Luanda vão passar de sete para oito (um em cada dia da semana, exceto sexta-feira quando há dois voos), a partir de 15 de dezembro, e passam a realizar-se em período noturno, depois de 28 de outubro.

A TAP anunciou  quarta-feira (16) o reforço da frequência de voos Lisboa-Luanda, que passam a realizar-se também ao domingo, e a mudança de horário para o período noturno, para melhorar a ligação a outras cidades.

O anúncio foi feito em Luanda pelo responsável de ‘marketing’ e vendas da transportadora aérea portuguesa, Abílio Martins, num evento que serviu também para apresentar o novo avião Airbus A330 Neo, que começou a fazer esta rota no início de outubro.

O responsável da TAP destacou que Angola “é um mercado estratégico” para a companhia o que motivou o reforço da oferta, em mais 20% a partir do próximo ano.

Os voos semanais vão passar de sete para oito (um em cada dia da semana, exceto sexta-feira quando há dois voos), a partir de 15 de dezembro, e passam a realizar-se em período noturno, depois de 28 de outubro.


Dentro de Dois Anos o “Tax Free” Será Implementado Pelo Fisco Angolano

A Administração Geral Tributária (AGT) angolana admitiu hoje regulamentar o “tax free”, previsto no código do IVA, dentro de dois anos, referindo que vai iniciar um estudo com técnicos do banco central para aferir o “comportamento das divisas”.

“O ‘tax free’ é uma realidade que muitos países adotaram. No código do IVA [Imposto sobre o Valor Acrescentado] já existe esse respaldo legal” para que se possa legislar relativamente “à implementação desse reembolso para os cidadãos estrangeiros”, afirmou Adilson Sequeira, diretor de Serviços do IVA.

O código que aprova o IVA, em vigor desde 01 de outubro, prevê a regulamentação do “tax free”, ou seja, o reembolso do IVA cobrado aos turistas, e o responsável da AGT acredita que pode começar a ser aplicado dentro de dois anos.

Uma equipa da AGT e do Banco Nacional de Angola (BNA) vai iniciar um estudo nesse domínio, para “avaliar o comportamento das divisas”, adiantou aos jornalistas, à margem da conferência “IVA — O Novo Paradigma Tributário em Angola”.

Em relação ao Regime das Faturas e Documentos Equivalentes, Adilson Sequeira recordou que o mesmo está em vigor desde 04 de abril e os bancos estão “obrigados a emitir faturas”, com o modelo genérico existente, “e não extratos bancários”.