Angola Tem a Taxa de Fecundidade Mais Elevada do Mundo

Angola tem a taxa de fecundidade mais elevada do mundo, estimada em 6.2, na qual cada mulher sexualmente activa tem entre dois a seis filhos, revelou o Ministério da Saúde, num estudo sobre a Estratégia Nacional de Planeamento Familiar no período 2017-2021.

De acordo com o estudo, a taxa de fecundidade em Angola varia de 5.3 na área urbana, ou seja cada mulher sexualmente activa tem três a cinco filhos, e 8.2 na área rural (dois a oito filhos).

(Jornal de Angola)/Portal de Angola

 


Angola e as Autoridades Maurícias Procuram Acordo Para Devolução de Dinheiros Depositados nas Ilhas

Angola espera que as autoridades Maurícias adoptem uma posição semelhante com os dinheiros angolanos depositados na ilha à gentileza alcançada junto das entidades britânicas, com o recente repatriamento de 500 milhões de dólares
de uma operação fraudulenta executada a partir do Banco Nacional de Angola (BNA).

De acordo com círculos financeiros, é provável que capitais de cidadãos angolanos depositados nas Maurícias e achados em situação duvidosa ou claramente ilegal possam ser objecto de uma transferência para Angola.

O assunto está a ser tratado, a nível financeiro, dentro das ilhas Maurícias entre os dois países. Fontes bem informadas admitem que o assunto foi já tratado a nível diplomático, entre o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e o primeiro-ministro maurício, onde se fez saber que Angola pretende recuperar diversos capitais angolanos que se encontram no exterior.


Escola Portuguesa de Luanda Ficou Hoje de Portões Fechados em Dia de Greve dos Professores

A Escola Portuguesa de Luanda (EPL) ficou hoje de portões fechados, no primeiro dia de greve dos professores, com a adesão generalizada dos docentes a deixar centenas de crianças no exterior, perante a indignação e apreensão dos pais.

O protesto dos professores, com dias de greve marcados para 17, 18 e 19 de abril, 08, 09 e 10 de maio, e 08, 19 e 27 de junho, passa por reivindicações salariais, nomeadamente devido à desvalorização, superior a 30%, do kwanza para o euro, desde janeiro.

Os salários em kwanzas, reclamam os professores, estão indexados ao euro, mas a recusa dos pais e encarregados de educação, em março, em aprovar um orçamento retificativo para 2018, com aumento da propina mensal, levou à convocação da greve, à qual aderiram hoje praticamente a totalidade dos 133 professores, deixando os 2.000 alunos (em dois turnos) sem aulas.

“Estamos todos aqui na incerteza. Fomos todos aconselhados, no sábado, a trazer os meninos, porque não se sabia quem ia aderir e quem não ia aderir à greve e hoje chegamos aqui com os meninos e somos confrontados com o portão fechado. São 07:30, tocou o sino e nós também temos de ir trabalhar, não sabemos como é que fica”, reclamou Engrácia Jesus, em declarações à Lusa.


A Província de Benguela Vai Começar a Beneficiar de 22 Mil Ligações de Energia Eléctrica ao Domicílio

Foto de António Escrivão

A província de Benguela vai beneficiar de duas mil ligações de energia eléctrica ao domicílio até ao final de ano de 2018, anunciou, no Cubal, o ministro de Energia e Águas, João Baptista Borges, no quadro de uma visita de trabalho de dois dias efectuada a província de Benguela.

O governante, que falava à imprensa no último fim-de-semana, disse que dentro de dias Benguela vai começar a beneficiar de 22 mil ligações de energia eléctrica ao domicílio no âmbito do projecto de electrificação.

“A ligação entre Cambambe ao Lobito, a linha já esta concluída, havendo necessidade da estação do sistema de compensação que deverá decorrer nos próximos meses, este será um projecto que aliviará grande parte da produção térmica e dos custo de aquisição de combustíveis, porque Benguela vive de ponto de vista de abastecimento de 50 Megawatts, vindo do Lumaum”, disse.

Segundo o ministro, grande parte de energia distribuída na província de Benguela é por gerador e o sector vai, com esta ligação, reduzir estes custos.


Negociações Entre Angola e Rússia Para Novo Satélite Destinado a Substituir o AngoSat 1

Ainda sem sinal do AngoSat-1, cuja avaliação final foi marcada para este mês de Abril, Angola e Rússia já estão a negociar a criação de um novo satélite – o AngoSat-2 -, processo que deverá acabar no final de Maio, avança a imprensa russa.

Desde Janeiro que a morte do AngoSat-1 parece provável e, como tal, a partir de Fevereiro Angola e Rússia começaram a discutir a sua substituição pelo AngoSat-2, processo que deverá terminar no final do próximo mês de Maio.

A informação é avançada pela imprensa russa, que cita fontes da indústria espacial.

Embora a agência noticiosa Tass lembre que o diagnóstico final do primeiro satélite angolano continua em curso, o jornal Izvestia adianta que “está claro para todos que o satélite está morto desde Janeiro”

De acordo com a mesma fonte, os pressupostos sobre os quais vai assentar a criação do AngoSat-2 motivaram já, no final de Fevereiro, o envio de uma delegação angolana à Rússia.


Com Aplicação de Políticas de Dinamização o Turismo em Angola Pode Contribuir com 30% de Receitas Para o O.G.E.

Para dinamizar o turismo, o presidente da Associação de Guias e Intérpretes de Angola (Aguita), Paciência Samuel, disse ser importante a redução de preços nos serviços prestados nos hotéis, resorts e pensões do país, intensificar a troca de serviços neste setor com outros países e melhorar o estado das estradas e a formação de quadros nacionais na área de turismo.

Associou igualmente, entre outras medidas que podem ajudar no aumento da contribuição do sector para o OGE, a entrada de mais companhias aéreas no mercado angolano e a redução dos custos das viagens.

Paciência Samuel, que falava à Angop sobre os desafios para o desenvolvimento do turismo nacional, considerou ser uma atividade muito sensível por levar a imagem do país além fronteiras e que o melhoramento das condições básicas deve ser urgente, de modo a atrair os turistas e os investidores neste setor.

A instalação da atividade de turismo numa determinada localidade desenvolve -a, através da construção de escolas, postos médicos comunitários e a comercialização de artesanatos entre outras atividades comerciais, disse.


Preocupação Com a Rapidez Que as Empresas Estão a Despedir Trabalhadores em Angola

                                                                        Manuel Vintage

Em entrevista exclusiva ao jornal O PAÍS, o secretario Geral da União Nacional dos Trabalhadores Angolanos (UNTA), Manuel Viage, revelou a perda de mais de 100 mil empregos desde 2014, sendo os sectores da construção civil e obras públicas, indústria transformadora e comércio, os que mais desempregaram nesse período

Manuel Viagem fez um balanço das actividades dos sindicatos nos últimos 3 anos e aborda, ao longo da entrevista, a temática do emprego e desemprego no país e o papel dos sindicatos dentro das organizações.

Qual é o papel da UNTA junto das organizações?

A UNTA é uma entidade de nível superior e congrega no seu seio outras associações de nível intermedio, mais vocacionadas para atender os assuntos na especialidade. Dentro desta responsabilidade que nos compete, trabalhamos para que o fluxo de informação entre a direcção central e as associadas funcione de for ma a influenciar positivamente sobre a relação entre as empresas e os sindicatos. A UNTA, enquanto central sindical, tem por função representar ao mais alto nível os seus associados junto dos poderes instituídos. Ou seja, os sindicatos é que têm a responsabilidade directa de dar respostas às preocupações do dia-a-dia relacionadas com os trabalhadores dentro das empresas, quer os que fazem parte da administração pública, quer sejam do sistema privado.


Jovens Futebolistas Africanos Abandonados na Europa Muitos Acabando na Pobreza

Futebolistas africanos são muito procurados na Europa: são talentosos, motivados e baratos. Mas por trás de cada atleta que singra, escondem-se dezenas ou centenas que acabam na pobreza.

Seraphin Fodjo é frequentemente visto fora das quatro linhas num campo de futebol degradado em “La Roue”,  na região de Anderlecht, na Bélgica. Fodjo é dos Camarões e treina jovens jogadores que vieram para a Europa atrás de um sonho e acabaram por ali. “A maioria vem dos Camarões, Costa do Marfim e Burkina Faso”, conta.

As histórias deles são parecidas: “Impostores que se fazem passar por agentes desportivos, que nada sabem sobre desporto, encontram-se com as famílias e prometem que o filho tem um contrato à espera na Europa”, diz Fodjo. E “os pais fazem o impossível para arranjar dinheiro para o filho realizar o sonho que foi transmitido pelo agente.”

De forma a tornar o esquema ainda mais credível, alguns “agentes” incluem parceiros europeus na equação. Tratam do passaporte e de todos os documentos necessários para a viagem. Algumas famílias chegam a a pagar €10.000 por este serviço.


Ossadas, Caveiras e a Reconciliação Com o Passado Colonial

Durante o período colonial, milhares de restos humanos foram enviados de África para a Europa. Descendentes africanos aguardam que sejam devolvidos à origem, mas o processo é lento.

Quando se tornou assistente de direção no Museu de Etnologia de Berlim, em 1885, o antropólogo Felix von Luschan deu luz verde a uma grande “campanha de coleção”. Pelas várias colónias, europeus juntaram milhares de caveiras e ossos que enviaram para Berlim. Como outros cientistas do seu tempo, Luschan queria usá-los para estudar o desenvolvimento humano. Mas muitas destas relíquias humanas acabaram a ganhar pó em armazéns durante décadas.

Cerca de 5500 restos humanos da coleção de Luschan pertencem agora à Fundação de Herança Cultural da Prússia, que gere um número variado de museus, arquivos e bibliotecas na Alemanha. Para Hermann Parzinger, diretor da Fundação, este é um “legado difícil”.

Na maior parte das vezes, os colecionadores não se preocuparam em obter o consentimento devido quando levaram os restos humanos. Bernhard Heeb, arqueólogo encarregado de investigar as histórias das caveiras, descreve que houve uma “febre da coleção”.


Elevar a Património Mundial a Vila do Cuito Cuanavale

O Ministério da Cultura promove diligências para que a vila do Cuito Cuanavale seja elevada a Património Mundial pela Unesco, veiculou a secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade Jesus.

Segundo a secretaria de Estado da Cultura, o trabalho iniciou com a elevação do Triângulo do Tumpo a Património Nacional, no âmbito das comemorações do 30º aniversário da Batalha do Cuito Cuanavale, a 23 de Março do ano em curso. “Para tornar-se Património Mundial é necessário um trabalho científico de fundo, desde a recolha de informações biográficas e orais, dada a existência de muitas pessoas que participaram na Batalha do Cuito Cuanavale”, revelou à imprensa, na sede do Cuito Cuanavale, no final da visita por algums horas de uma delegação conjunta do Ministério angolano da Cultura e a sua congénere sul-africana, encabeçada por Nkosinathi Mthethwa.