Empresa de Isabel dos Santos Suspende a Difusão em Angola dos Canais SIC Internacional e SIC Notícias

A operadora de televisão por satélite angolana Zap, da empresária Isabel dos Santos, filha do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, suspendeu, terça-feira (14), a difusão dos canais SIC Internacional e SIC Notícias, do grupo português Impresa, de Francisco Pinto Balsemão, nos mercados de Angola e Moçambique.


Projecto da TV Cabo Angola Leva Internet de Alta Velocidade a Várias Cidades Angolanas

tvcabo_vivO Banco Europeu de Investimento (BEI) vai financiar com 20 milhões de euros um projeto da TV Cabo Angola para disponibilizar acesso a internet de alta velocidade em várias cidades angolanas, conforme acordo fechado hoje no Luxemburgo.

Segundo informação enviada à Lusa, em Luanda, pelo banco detido pelos estados-membros da União Europeia, trata-se de um empréstimo de longo prazo, o segundo concedido desde 2006 pelo BEI à TV Cabo Angola, empresa participada pelo grupo português Visabeira Global.

Depois de instalada, a nova rede vai permitir o acesso de escolas, hospitais, Organizações Não Governamentais, departamentos públicos e clientes privados a “serviços avançados de telecomunicações e internet”, explica a mesma nota.


Os Angolanos Vão Ter Novos Canais de Televisão Dedicados ao Cinema

dstv-pipoca-580O cinema será agora privilegiado nas televisões angolanas, com a chegada de canais como o Cinemundo e o Dstv Pipoca. O primeiro “exibirá os melhores e mais emblemáticos filmes dos últimos anos”, enquanto que o último se assume como o primeiro canal de cinema no mercado integralmente falado em Português.

Mas as novidades não se ficam por aqui. A partir desta terça-feira, 22 de Julho, estarão ainda à disponibilidade dos angolanos o canal Dstv Só Novelas, “ que reúne as melhores novelas produzidas no Brasil e no Mundo”, a Dstv 1, cuja programação é composta por filmes, séries, novelas e programas de auditório e o canal Trace Toca, dedicado à música e cultura africana. Este transmite os géneros musicais mais populares em Angola, Moçambique, Guiné Bissau, Brasil e as Caraíbas, trazendo os últimos sucessos da música kizomba, kuduro, zouk, cabo love, semba, samba, afro house, afro pop assim como entrevistas exclusivas a artistas lusófonos, explica a Multichoice, em comunicado remetido ao VerAngola

Não tendo em conta a DStv Pipoca, que terá uma emissão de apenas 12 horas, os restantes canais a serem lançados contarão com uma transmissão de 24 horas e todos eles, com excepção do Cinemundo, que transmitirá os filmes na versão original legendados, exibirão conteúdos exclusivamente em português. A DStv 1 estará disponível no canal 509 e no pacote DStv Bué. A DStv Só Novelas no canal 520 e nos pacotes DStv Grande e DStv Bué. O Cinemundo no canal 546 e igualmente nos pacotes DStv Grande e DStv Bué. A DStv Pipoca no canal 547 e nos pacotes DStv Fácil, DStv Grande e DStv Bué. E, por último, o canal Trace Toca no canal 595 e nos pacotes DStv Fácil, DStv Grande e DStv Bué. A DStv anuncia ainda a inclusão do canal Telemundo no pacote DStv Fácil também a partir do dia 22.

“Ficamos sempre empolgados quando lançamos novos canais na nossa plataforma. Isto assegura a continuidade de uma oferta de programação excelente e demonstra o nosso compromisso em oferecer o melhor aos nossos subscritores. Demonstra também o trabalho envolvido na procura de conteúdo de qualidade que vá ao encontro das necessidades divergentes do nosso público”, afirmou Nico Meyer, CEO da MultiChoice Africa. Para o Director da CineMundo, Miguel Chambel, “os dois novos canais de cinema da DStv são uma excelente notícia para os fãs de cinema em Angola e Moçambique, pela forte aposta na apresentação duma vasta selecção do melhor cinema mundial. O CineMundo terá 365 novos filmes por ano, cheios de acção, diversão e emoção para todos os públicos. A DStv Pipoca apresentará pela primeira vez grandes êxitos do cinema internacional totalmente falados em português para ver em família”.

Por sua vez, Hugo Aloy, director da Seven TV e dos canais DStv 1 e DStv Só Novelas, refere: “Estamos muito contentes em levar um conteúdo de alta qualidade para os assinantes da Multichoice. A ideia é que a gente entre na casa do assinante e possa compartilhar todas as emoções juntos. Mais uma vez, a MultiChoice prova que está preocupada com os telespectadores e nós estamos muito felizes em fazer parte dessa história”. Segundo Olivier Laouchez, co-fundador, Presidente e CEO do Grupo Trace, “tanto Angola como Moçambique estão entre os países africanos mais criativos e prolíferos em termos de produção musical. O canal Trace é já bastante popular nestes dois países graças aos nossos outros canais pan-africanos: “Trace Urban” e “Trace Sports Stars”. No entanto, uma identidade cultural afro-lusófona única requer um canal de música especialmente dedicado aos gostos dos fãs locais. Em parceria com as equipas da DStv em Angola e Moçambique, criámos o Trace Toca com o intuito de complementar a oferta musical existente e envolver os amantes de música numa nova experiência musical local. Trata-se de um projecto fantástico que está prestes a se tornar um canal fantástico”.

VerAngola


LG Curved Oled TV à Atenção dos Angolanos

lgA LG apresentou hoje numa cerimónia decorrida na Casacon de Talatona, a LG Curved Oled TV. Uma televisão de 55 polegadas com ecrã curvo, que tem apenas 4 milímetros de espessura, ou seja, inferior ao de muitos smartphones topo de gama.

O formato côncavo do ecrã corrige alguma falta de visibilidade detectada em ecrãs planos quando estes são observados a partir de posições mais laterais e melhora a experiência de visualização.

Segundo a LG, como a tecnologia OLED é capaz de emitir luz própria, isso permite que ela descarte o uso de sistemas de backlight, o que contribui para reduzir as dimensões do dispositivo. A Curved Oled TV tem funções de Smart TV, compatibilidade com a tecnologia 3D e ligação à internet.

Para Moon Cheol Jang, Director da Delegação da LG em Angola, “Esta televisão é um marco histórico no mundo do entretenimento. A LG orgulha-se de apresentar em Angola aquele que considera ser um aparelho electrónico revolucionário em termos de design e funcionalidade.”

“Sabemos que os Angolanos gostam de se juntar em casa com família e amigos para gozarem de grandes momentos de lazer e esta é a televisão ideal para o fazerem,” referiu ainda Moon Cheol Jang.

O primeiro ecrã curvo do mundo anuncia um novo paradigma de forma e qualidade de imagem, o ecrã suavemente curvo é a forma ideal ao proporcionar uma distância igual entre todos os pontos do ecrã e os olhos, com uma forma que é a mais natural e confortável para visualização em imersão.

A sua qualidade de imagem e design ímpar, também contribuem para que a LG continue a afirmar-se como um percursor na inovação com o lançamento desta LG OLED TV. Com apenas 4mm de espessura mas mantendo a resistência das TV’s convencionais, a Curved Oled TV da LG, como não podia deixar de ser, mantém todas as funções das tecnologias Cinema 3D e Smart TV.

A tecnologia Píxel 4 cores adiciona um subpixel branco que modifica as 3 cores convencionais e melhora a gama de cores e a sua exactidão. Isto melhora consideravelmente a capacidade dos pixéis da LG Curved Oled TV em expressar as cores reais, e representa um passo gigante em relação ao ecrã convencional. O Píxel de 4 Cores é uma inovação exclusiva da LG para a próxima geração da LG Curved Oled TV.


Angola e Namíbia Criam Estratégias Para a Passagem á Televisão Digital

TV-DigitalEspecialistas dos órgãos reguladores das telecomunicações de Angola e da Namíbia terminam hoje, na cidade do Lubango, província da Huíla, uma reunião técnica destinada a criar estratégias para a passagem da televisão analógica para digital, na região da África Austral.
Para esta reunião, foram agendadas questões relacionadas com o processo de coordenação de frequências da televisão analógica terrestre, nas zonas de fronteira entre Angola e a Namíbia.
Tal como recomendam as normas internacionais, nestas zonas devem ser tomadas medidas preventivas, de maneira a que os emissores de televisão colocados num país não provoquem interferências radioeléctricas.
Para o vice-governador para a área Económica e Produtiva, Sérgio da Cunha Velho, as radiofrequências, como veículo para o transporte sem fios de informações, não conhecem os limites fronteiriços entre países, daí a importância desta coordenação.
O gestor do espectro radioeléctrico da Namíbia, Melvin Angula, disse que a reunião visa a coordenação de estratégias para a implantação da televisão digital terrestre em África, sem interferência nas fronteiras. “Estamos a assistir a um processo de iniciação de uma nova tecnologia em África, que é a televisão digital terrestre, e existe em todos os países a coordenação para que esta nova tecnologia não venha a causar interferências na sua aplicação”, afirmou o técnico namibiano. Melvin Angula explicou que vão abordar a gestão do espectro radioeléctrico, que é um recurso escasso para a longa fronteira entre Angola e a Namíbia, com grande importância económica e social.
Por isso, acrescentou Melvin Angula, todos os passos a serem dados são para trazer benefícios às populações de ambos os países. O encontro é uma organização do Instituto Angolano das Comunicações (INACOM).

Jornal de Angola/André Amaro