A TAAG Linhas Aéreas de Angola Tem um Passivo Acumulado Que Excede os 1063 Milhões de Dólares

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola precisa que o governo aprove um reforço de capital no montante de 952 milhões de dólares para que a companhia possa eliminar a maior parte do passivo acumulado que excede 1063 milhões de dólares, disse terça-feira em Luanda o presidente do Conselho de Administração da transportadora.

José Kuvíndua, que falava num seminário de harmonização da comunicação e marketing do Ministério dos Transportes, onde apresentou o plano estratégico da companhia para o período 2018/2022, disse ainda que a posição de caixa da companhia poderá deteriorar-se ainda mais devido aos pagamentos de locação de aviões, revisões planeadas de motores e manutenção dos aparelhos, apesar das previsões positivas de desempenho operacional.

“Por isso é importante a recepção atempada do subsídio de combustível e uma nova aplicação de capital para eliminar o défice existente no balanço, devido a prejuízos registados em exercícios passados”, disse o presidente da TAAG citado pelo Jornal de Angola.

José Kuvíndua defendeu a aplicação de uma soma entre 100 milhões e 150 milhões de dólares nos próximos dois anos, para melhorar o capital circulante e facilitar o programa de aquisição de aviões, conceder garantias soberanas ao programa de renovação da frota, disponibilizar divisas para manter os serviços regulares e proporcionar aos passageiros os serviços básicos.


A Companhia Aérea Angolana Tem o Preço Mais Alto do Mundo em Combustível Para Aviões

Os custos da TAAG com o abastecimento de combustível representam cerca de 28% dos custos operacionais, revelou o ministro dos Transportes, Augusto Tomás, adiantando que a companhia aérea angolana tem o preço mais alto do mundo em jet fuel (combustível para aviões).

“Isto tem um reflexo imediato no tarifário que é praticado pela companhia”, disse ontem, 15, o governante, em resposta às preocupações apresentadas por empresários nacionais, no âmbito do seminário de auscultação sobre o Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI).


Reclamações dos Clientes Levam a TAAG a Baixar Preço nos Voos Domésticos

A Transportadora Aérea Angolana (TAAG) poderá, nos próximos dias, baixar o preço dos bilhetes dos voos domésticos, uma medida que visa responder às reclamações dos clientes, revelou nesta terça-feira o sub-director de vendas desta companhia, António Bartolomeu.
O preço do bilhete de passagem das rotas domésticas da companhia de bandeira nacional conheceu um aumento no princípio deste ano, mercê da conjuntura económica que o país vive, facto que obriga um reajuste nos preços.

A título de exemplo, o bilhete de passagem de ida e volta na rota Luanda/Lubango, cujo preço está indexado ao Dólar, custa agora mais de 88 mil kwanzas, resultado da entrada em vigor a nove deste mês do regime cambial flutuante, que fez o Kwanza perder o seu valor na ordem de 28 porcento.


Reabertura de Ligação Aérea Directa Entre Angola e Cabo Verde Está em Estudo

O embaixador de Cabo Verde em Angola, Jorge Figueiredo, anunciou hoje, na cidade de Benguela,  litoral sul, estar em estudo a reabertura de ligação aérea direta entre as cidades da Praia e Luanda,  a operar pelas companhias de bandeira dos dois países, a TAAG e a TACV.


A TAAG Vendeu a uma Companhia Aérea do Canadá um dos Seus Boeing 737-200

  1. A TAAG Linhas Aéreas de Angola vendeu um dos seus Boeing 737-200 a uma companhia aérea do Canadá, a Nolinor Aviation. O avião saiu de Luanda no início desta semana, tendo escalado o Aeroporto de Santa Maria, no arquipélago dos Açores, Portugal, na manhã da segunda-feira, dia 4 de dezembro, onde aterrou para uma escala técnica, tendo como próximo destino o Aeroporto Internacional de St. John’s, na província da Terra Nova e Lavrador, no Canadá.