Conheça as Palavras do Ano em Angola e em Moçambique

Sem palavras não se fazem discursos, nem política, nem História. Conheça as candidatas a “palavra do ano” em Angola e Moçambique.


Artigo de Opinião de Luís Fernando “Seguir em Frente”

Ontem, 14 de Dezembro, foi o que bem se pode considerar como um dia de se seguir em frente, pela mão cheia de acontecimentos de boa índole que o marcaram. Numa única jornada, aconteceu a aprovação do Orçamento Geral do Estado para 2017, o consenso à volta da lei eleitoral e a afirmação do ministro Pitra Neto de que no ano que vem o salário dos funcionários do Estado poderá beneficiar de aumentos. A lei do Orçamento teve a narrativa esperada, com a aprovação de uma larga e expressiva maioria e o beliscão sem grande notoriedade dos que se posicionam contra.


É Preciso Ter Paciência e Não Querer Ter Tudo ao Mesmo Tempo, Disse Lopo do Nascimento aos Angolanos

Antigo dirigente político do MPLA concorda com o processo de transição em curso. Aos angolanos disse que na vida é preciso ter paciência e não querer ter tudo de todos ao mesmo tempo


Em Angola é Preocupante a Fuga à Paternidade

paternidade_O sociólogo Pedro de Castro Maria afirmou, quarta-feira,  em Luanda, que a fuga à paternidade é cometida por pessoas que não incutiram, durante a sua formação como homens, “valores educativos” e o fenómeno social tem levado à desestruturação familiar.


Devido às Suas Reportagens na Última Década Foram Assassinados Mais de 800 Jornalistas

jornalistas-2A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) denunciou que, na última década, mais de 800 jornalistas foram assassinados, em todo o mundo, por causa de suas reportagens.

Isso representa, em média, uma morte por semana, sendo que em 90% dos casos, os responsáveis pelas mortes não são punidos.