Das armas recuperadas, desde o início do processo, sete de Março de 2008, até 02 de Janeiro de 2019, 4.542 foram entregues voluntariamente e 2.547 por recolha coerciva.

Segundo uma fonte do Comando Provincial da Polícia,  no período em referência foram entregues 2.367 carregadores, 33.012 munições, 324 projéteis e uma cartucheira.

Por recolhe coerciva, foram recuperados 2.367 carregadores, 33.012 munições, 324 projéteis, 80 granadas,  uma caçadeira, uma cabeça combativa de mina anti-tanque, uma cartucheira, um mina anti-pessoal  e um cano de PKM.

De 27 de Dezembro de 2018 a 02 de Janeiro deste ano, a Polícia Nacional no Cuanza Sul registou 55 crimes, dos quais 48 foram participados por cidadãos e sete por intervenção directa das forças policiais.