Instalação de Uma Segunda Linha de Enchimento de Água na Província da Huíla no Valor de 3 Milhões de Euros

Três milhões de euros serão investidos este ano pelo grupo “O Regente”, na província da Huíla, para instalação de uma segunda linha de enchimento com capacidade para produzir 14 mil litros de água/ hora, na sua fábrica de água mineral “Preciosa”, situada na cidade do Lubango.


Baixa Quota de Participantes Compromete a Realização da Expo-Huila 2016

expo_huilaA edição da maior bolsa de negócios da região Sul de Angola, a Expo-Huíla/2016, prevista para de 10 a 15de Agosto, pode estar comprometida devido à baixa quota de participantes. Os empresários dizem não existir ambiente de negócios favorável.

Elísio Lobo é secretário da Associação Agropecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL), a quem cabe a responsabilidade de organizar o evento. Em poucas palavras, considerou a situação dos empresários na região como sendo crítica.


Secretária de Estado da Economia Pede a Investidores Para Aproveitarem Potencialidades da Província da Huila

secretaria_estado_angola 2A Secretária de Estado da Economia, Laura Pires de Alcântara Monteiro, aconselhou este sábado, no Lubango, aos investidores nacionais e estrangeiros que aproveitem as potencialidades de que a província da Huíla dispõe, principalmente nos sectores mineiro e agropecuário.


Três Barragens Hídricas para o Incremento da Produção Agrícola na Huíla

 

 Construção da nova estrada circular do Lubango/Foto Angophuila - CópiaA consignação da construção de três barragens hídricas nos municípios dos Gambos, Chibia e Lubango, assim como a conclusão da mini-hídrica da Chibia, para o incremento da produção agrícola na Huíla, está entre as principais acções realizadas pelo governo provincial local durante 2014.


No Próximo dia 4 de Julho Será Inaugurado o Novo Centro de Larvicultura na Província da Huíla

centro-larvicultura-dondo-580O novo Centro de Larvicultura do Dongo, na província da Huíla, será inaugurado no próximo dia 4 de Julho. A cerimónia contará com a presença de Maria de Fátima Jardim, Ministra do Ambiente e Edeltrudes Costa, Chefe da Casa Civil. Este trata-se de um projecto do Executivo angolano, dirigido pelo Ministério das Pescas, com o intuito de garantir a existência da indústria piscícola, desde o artesanal ao industrial.

Situado no município de Cambambe, à entrada da vila do Dondo, província do Cuanza Norte, o Centro de Larvicultura do Massangano tem dois tanques de 3000 metros quadrados para a reprodução, durante os meses mais quentes, e quatro tanques de 500 metros quadrados com cobertura para os meses mais frescos. Existem cinco tanques de 500 metros quadrado para albergar os alevinos, e quatro tanques pequenos, de 125 metros quadrados, para se proceder à mudança do sexo das larvas. O Centro está apetrechado com equipamento para tratar dos ovos dos peixes até nascerem as larvas, explica um comunicado remetido ao VerAngola.

O centro conta ainda com uma fábrica de ração de peixe com a capacidade para produzir 200kg/hora. A linha de produção é completa, desde a moagem das farinhas ao ensaque do produto final. A produção de ração representa uma parte muito significativa do investimento e tem capacidade para produzir para terceiros. O centro está direccionado também para instrução de futuros pesquisadores e diferentes profissionais da área, e vai fornecer aos aquicultores o incentivo necessário para o cultivo da tilápia (Cacusso).

A empresa Mitrelli, através da sua subsidiária Aquafish, é o parceiro técnico na execução do Centro de Larvicultura, que considera de extrema importância uma vez que constitui suporte para a indústria aquicultural crescente no país, garantindo maiores e melhores índices de produção. Com o funcionamento do centro, espera-se alcançar altos níveis de produção, através do uso de espécies melhoradas, infraestruturas adequadas, tecnologias de ponta e da capacitação técnica especializada.

VerAngola