Novos Ataques no Norte de Moçambique Fazem Pelo Menos Mais 12 Mortos

Pelo menos 12  pessoas morreram e várias casas, incluindo a sede da Frelimo, partido no poder, foram incendiadas durante ataques armado, na segunda-feira, no norte de Moçambique, informaram fontes locais, citadas por organizações não governamentais.

Um dos ataques ocorreu cerca das 18:00 (hora local) na aldeia de Mbau, Mocímboa da Praia, onde os atacantes incendiaram várias casas e a sede da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), disse o porta-voz do partido, Caifadine Manasse, citado pela Agência de Informação de Moçambique (AIM).

A Unidade de Intervenção Rápida (UIR) das Forças de Defesa e Segurança tentou repelir o ataque, tendo ocorrido  troca de tiros por longas horas, referiu o chefe da aldeia de Mbau, citado pela organização não-governamental (ONG) Centro de Integridade Pública (CIP), que tem uma missão de observação eleitoral na região.

“Os insurgentes também arrombaram barracas [locais de venda informal] e apoderaram-se de mercadorias, incendiaram as barracas e saíram da aldeia com a viatura cheia”, disse.


Violência Armada na Província Moçambicana de Cabo Delgado Está a Intensificar-se

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) considerou esta quinta-feira (12.09.) em Maputo que a violência armada na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, está a “intensificar-se” e pode ameaçar a segurança regional.

“Os chamados grupos terroristas têm aumentado a intensidade dos ataques na província de Cabo Delgado”, lê-se num comunicado distribuído esta quinta-feira, em Maputo.

Aquela agência da onusiana emitiu a nota, na sequência de “consultas de alto nível” que promoveu com quadros do Estado moçambicano, para a elaboração e aprovação do “Plano de ação estratégico abrangente em resposta ao crime organizado, transnacional, drogas e terrorismo”.

Debilidade das fronteiras

Na reunião com as autoridades moçambicanas, o diretor de Prevenção de Terrorismo na UNODC, Massood Karimipor, afirmou que “criminosos e terroristas exploram igualmente a debilidade das fronteiras e da fiscalização em geral, particularmente na província de Cabo Delgado, no norte, para arrecadar fundos, planear e mobilizar atividades criminosas e violentas”.


Em Cabo Delgado, Moçambique, Grupo de Homens Armados Matou 11 Pessoas e Feriram Oito

Augusto Guta adiantou que o ataque aconteceu na noite do dia 26 de junho e nove das vítimas mortais eram cidadãos da Tanzânia, país que faz fronteira com o norte de Moçambique, e dois eram moçambicanos.

Entre os oito feridos, seis são tanzanianos e dois são moçambicanos, acrescentou.

O incidente levou o comandante-geral da PRM, Bernardino Rafael, a reunir-se com o seu homólogo da Tanzânia, Simon Siro, tendo os dois dirigentes chegado a acordo sobre a realização de operações conjuntas ao longo da fronteira.

“Acordámos em conjunto fazer operações de garantia de livre circulação ao longo da fronteira e isso passa por um plano de ações conjuntas”, declarou Bernardino Rafael.

Um dos feridos no ataque da semana passada e que perdeu o tio na ação disse à emissora pública Rádio Moçambique que os atacantes vestiam fardamento das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) e disseram a populares que estavam em Ntole para uma patrulha, o que fez com que não suscitassem desconfiança em relação aos seus reais motivos.


Para as Eleições Legislativas em Moçambique Apresentaram Candidatura 39 Partidos e 3 Coligações

A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique (CNE) recebeu propostas de candidatura de 39 partidos e três coligações para as eleições legislativas e provinciais de 15 de outubro, referem dados daquele órgão eleitoral.

Os números fazem parte do balanço da CNE sobre o processo de apresentação de propostas de candidaturas, que terminou na segunda-feira (17).

Rodrigues Timba, vogal da CNE, citado hoje pelo diário Notícias, adiantou que aquele órgão vai marcar nos próximos dias o início da entrega dos requisitos necessários à participação nas eleições legislativas e provinciais.

O ato que encerrou na segunda-feira consistiu apenas na apresentação por escrito da manifestação de interesse de participação no escrutínio.

A apresentação das propostas de candidatura às presidenciais, também agendadas para 15 de outubro, ainda está em curso, devendo terminar a 16 de julho.


No Norte de Moçambique Ataque a Viatura Faz 16 Mortos

Uma emboscada a uma viatura de mercadorias que transportava passageiros no norte de Moçambique fez 16 mortos na terça-feira, num dos mais sangrentos ataques na onda de violência que assola a região, disseram fontes locais.

A viatura de caixa aberta transportava várias pessoas e suas mercadorias de Mucojo para Quiterajo, durante a tarde, num caminho em terra batida junto à costa em Cabo Delgado, distrito de Macomia.

A viagem foi interrompida já perto do destino quando a viatura foi alvo de uma emboscada por homens armados que começaram a disparar.

Segundo o relato de fontes locais, residentes e autoridades, algumas pessoas fugiram, mas oito – entre as quais três militares – morreram no local, queimadas, depois de os agressores terem incendiado a viatura.

Outras sete ainda receberam socorro em comunidades próximas, mas acabaram por morrer, várias com ferimentos de bala.