Marcelo Rebelo de Sousa Afirma em Luanda Confiança Num Futuro Comum Entre Angola e Portugal

O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje, em Luanda, que o seu estado de espírito é de confiança num futuro comum entre Angola e Portugal, tendo em conta os passos dados, nos últimos seis meses.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava à imprensa momentos após a sua chegada a capital angolana, esclareceu que a visita do primeiro-ministro luso a Angola, em Setembro passado, foi “essencial” para o efeito e a do Presidente João Lourenço a lisboa, em Novembro, foi “histórica”.

“Quando cá estive para a posse do Presidente João Lourenço, o meu estado de espírito era, essencialmente, de expectativa e esperança relactivamente a um novo ciclo político nas relações entre os dois povos. Hoje, um ano e meio depois, é de confiança no futuro dessas duas grandes pátrias”, sublinhou citado pela Angop.

Considerou que o trabalho, com passos sólidos e concretos, desenvolvido pelos chefes das diplomacias dos dois países, pelos diplomatas acreditados nas duas capitais, pelos governos e por inúmeros departamentos, como se poderá ver nos próximos dias, deu frutos.

Incidente da Jamaica

Questionado sobre o incidente de Janeiro, no bairro da Jamaica, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou-o “insignificante”, pois, neste momento, o que “é significativo não são os irritantes do passado, nem os insignificantes do presente, mas os importantes do futuro”.