Reedição do Livro “Luuanda”do Escritor Angolano Luandino Vieira

A Editorial Caminho anunciou a reedição do livro de contos “Luuanda”, do escritor angolano Luandino Vieira, que em 2006 recusou o Prémio Camões.

Luanda” foi originalmente editado em 1964, e faz parte das obras aconselhadas pelo Plano Nacional de Leitura. A publicação da obra, galardoada em 1964, em Luanda, com o Prémio D. Maria José Abrantes Mota Veiga, causou um forte clima de polémica e represálias por parte do regime fascista e colonialista que governava Portugal.

“Luanda” foi distinguido, em 1965, com o Grande Prémio da Novelística, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Escritores, o que causou fortes críticas e a repressão das autoridades do Estado Novo.

Nascido em Portugal há 84 anos, viveu a infância e a juventude em Luanda tendo-se naturalizado angolano em 1975. Foi um dos fundadores da União de Escritores Angolanos, da qual foi secretário-geral até 1980.


“Katubia Ufolo” é a Oitava das “Fábulas Angolanas” de Luandino Vieira

luandino_capas-“Katubia Ufolo”, a pensar na independência, é a oitava das “fábulas angolanas” de Luandino Vieira que desde 2007 estabelecem discretamente uma moral para os olhos de crianças e adultos.

Quase todas ouviu-as contar a outros, só uma delas foi inventada. Todas procuram fazer aquilo que as fábulas normalmente fazem, quando se viram para o mundo animal para daí desentranhar ensinamentos: dão-nos uma moral.


Esgotada em Portugal Edição “Papéis de Prisão” e Adia Lançamento em Luanda

luandinoAfinal Papéis de Prisão não vai ser apresentado amanhã na União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda como estava previsto. Segundo o Jornal de Angola o lançamento do livro sobre os cadernos de Luandino Vieira foi adiado sem nova data.

O secretário-geral da UEA, Carmo Neto, explicou que a decisão foi tomada porque esta edição de Papéis de Prisão, lançada primeiro em Lisboa, esgotou em Portugal, comprometendo o evento em Luanda.


Papéis da Prisão: Apontamentos, Diário, Correspondência (1962-1971), Livro Inédito de Luandino Vieira a Apresentar na Universidade de Coimbra

luandino vieiraO Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, através do seu programa “Patrimónios de Influência Portuguesa” (III-CES) e com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e da editora Caminho-Leya, vai apresentar uma obra inédita do escritor José Luandino Vieira, Papéis da Prisão: apontamentos, diário, correspondência (1962-1971).


80 Anos de Idade para Luandino Vieira, Escritores e Professores Celebram a Sua Obra

Rede Angola/Marta Lança. luandino_vieiraSão 80 anos de uma grande e complexa história de vida onde a literatura é parte substancial. Nascido em Ourém (Portugal) viria a lutar convictamente pela independência de Angola. Foi preso político no Tarrafal em 1964, saindo a 1972, com residência vigiada em Lisboa. No regresso a Angola onde não lhe faltou acesso a importantes cargos: director da Televisão Popular de Angola (1975-1978), director do Departamento de Orientação Revolucionária do MPLA (1975-1979) e do Instituto Angolano de Cinema (1979-1984) e ainda secretário-geral da União dos Escritores Angolanos. Na sequência das eleições de 1992 e regresso da guerra civil, escolhe viver no norte de Portugal, Vila Nova De Cerveira. Em 2006 recusava o maior galardão literário da língua portuguesa: o Prémio Camões. Tem a editora Nóssomos através da qual se entusiasma a publicar poetas angolanos.