Inaugurada Hoje em Luanda Biblioteca Pública com 17.000 Títulos

Ministro das Finanças Angolano

Uma biblioteca e mediateca, com 17 mil títulos sobre economia e finanças, foi inaugurada esta quinta-feira, em Luanda, no município de Cacuaco, em Luanda, pelo ministro das Finanças Archer Mangueira, no âmbito da capacitação dos quadros da administração pública e a comunidade estudantil angolana.

Instalada no edifício do Instituto de Formação de Finanças Públicas (Inforfip), a biblioteca dispõem de livros físicos e em formato digital, para apoiar a pesquisa técnico-científica nas especialidades de finanças, economia, gestão, direito, informática, ente outros.

No mesmo recinto, estão também disponíveis 32 computadores que suportam livros digitais com vários títulos de autores nacionais e estrangeiros.

O acervo bibliográfico contou com o suporte do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), no quadro do seu projecto de Apoio à Gestão Económica e Financeira, que entre outros objectivos, visa a capacitação dos recursos humanos angolanos.


Terminou Ontem a Transferência das 205 Famílias Que Residiam no Prédio “Treme Treme” em Luanda

A transladação das duzentas e cinco famílias residentes no prédio Siccal, mais conhecido por “Treme-Treme”, iniciada sexta-feira, terminou este domingo sem sobressaltos.

A confirmação é do director nacional da Habitação, Adriano da Silva, que disse terem transferido 55 famílias para a urbanização do Cazenga, e outras 150 na centralidade do quilómetro 44, município de Icolo e Bengo.

O responsável fez saber que nas duas localidades há boas condições de acomodação, com água potável, energia eléctrica, saneamento básico e segurança.

Disse que existe um posto de saúde em cada centralidade, bem como escola do primeiro e segundo ciclos.

“Além do comboio que passa nas proximidades, serão abertas, num curto espaço de tempo, linhas de auto-carros públicos e privados”, garantiu.

Em relação aos habitantes em espaços improvisados, no “Treme-Treme”, não foram abrangidos no processo.


Falta de Pagamento de 13 Milhões de Dólares Causa Paralisação de Semáforos em Luanda

A falta de pagamento de treze milhões de dólares, por parte do Ministério do Interior, a empresa gestora dos semáforos na província de Luanda, a Valtacom, esta na base da imobilização dos aparelhos electrónicos reguladores do trânsito.

Em entrevista ao Jornal Metropolitano, nesta segunda-feira, o director do Gabinete Provincial dos Serviços Técnicos e Infra-Estruturas do Governo Provincial de Luanda (GPL), Osvaldo do Amaral, considerou a gestão dos semáforos na capital do país, como um caso anormal.

Precisou que o GPL possui as infra-estruturas (os semáforos), mas é o Ministério do Interior que gere, desde 2017, através de um decreto presidencial.

De acordo com o gestor, a transferência pode ser vista como uma das razões, que esta a criar constrangimentos.

Por outro lado, segundo Osvaldo do Amaral, há também o problema de pagamentos. Acrescentou que o Ministério do Interior não paga a empresa que fazia a gestão dos semáforos, com quem tem uma divida avaliada em treze milhões de dólares.


Certificação Internacional do Novo Aeroporto de Luanda é Recebido em Agosto

O Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL) é certificado para receber voos internacionais em Agosto e o da Catumbela também o é durante o ano em curso, anunciou recentemente no Lobito, o presidente da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (Enana).

Manuel Ceita, que esteve no Lobito a participar no IX Conselho Consultivo do Ministério dos Transportes, informou que num processo adoptado pelas autoridades aeronáuticas angolanas e pela Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO) oito aeroportos nacionais recebem esse tipo de certificação, entre os quais se contam os da rede principal como o de Cabinda, Soyo, Huambo e mais três.

O presidente da Enana, citado pelo Jornal de Angola, adiantou que a empresa irá concluir em 2019 as obras do Aeroporto Joaquim Capango, do Cuito (Bié) e as do Maria Mambo Café, Cabinda, caso não haja obstáculos de ordem financeira.


Luanda Vai Ter Novo Hospital Dedicado à Realização de Cirurgias Robóticas

Luanda tem, a partir do próximo ano, um hospital, que vai dispor de vários serviços especializados, um dos quais dedicado à realização de cirúrgicas robóticas, tipo de cirurgia minimamente invasiva em que são usados dispositivos robotizados controlados pelo cirurgião.

O hospital está em construção no bairro Morro Bento, numa área de 18.100 metros quadrados, e vai ter três andares, nos quais vão estar disponíveis, entre outros serviços, os de Cuidados Intensivos, Internamento, Medicina Nuclear e Angiografia, devendo ter uma capacidade de internamento de 120 doentes.
O hospital vai ser de referência devido à sua dimensão, diversidade de especialidades e ao elevado padrão de qualidade dos serviços, garantiu ao Jornal de Angola a administradora do Grupo Ramos Ferreira, uma das empresas envolvidas na construção da unidade sanitária, que, de acordo com os executores da obra, vai ser a primeira com certificação europeia em África.