A Degradação da Cidade do Lobito

Foto Quitos

Lobito era considerado na época colonial o “chumbo” dos arquitectos, devido à complexa morfologia, caracterizada por uma parte baixa limitada em espaço e abundante em lagoas e mangais e uma parte alta, hoje dominada por bairros construídos sobretudo no início dos anos noventa. Nessa altura registou-se um fluxo sem precedentes de pessoas, do interior para o litoral, que procuravam segurança e melhores condições de vida. Mas, estas pessoas construíram sem preocupações de ordenamento urbano e de atendimento às questões de saneamento básico, mobilidade e segurança. Ocuparam linhas de escoamento de águas pluviais, obstruindo a rede de valas de drenagem, situação que ultimamente tem provocado tragédias humanas de grande monta quando se verifica a ocorrência de chuvas. O Jornal de Angola conversou comAmaro Ricardo, que durante uma década foi administrador municipal do Lobito.

O senhor já foi administrador do Lobito durante cerca de 10 anos. O que aconteceu para o Lobito chegar a este ponto crítico?


Desespero de um Angolano com a Situação do Seu País Natal

Fotos de Mário Rui Ribeiro

MEUS AMIGOS…
MEUS CAMARADAS DE MUITAS LUTAS…

Acreditem, começo a desanimar…

VIVEMOS NUMA INCERTEZA…

São muitos anos de muita trampa e de muita gatunagem…
Cada vez mais porcos, cada vez mais crianças na rua…
Cada vez mais Criminalidade..
Médicos, Hospitais, Medicamentos, Escolas Públicas… Uma interrogação… Água, luz, …

AS RUAS À NOITE EM PLENA ESCURIDÃO…

OS PASSEIOS CHEIOS DE CAPIM E LIXO, AS ESTRADAS DENTRO DA CIDADE CHEIAS DE TERRA E PÓ, A LIMPEZA DA CIDADE CADA VEZ PIOR…
OBRAS SEM CELERIDADE NENHUMA….
LIXO, LIXO E MAIS LIXO… MALÁRIA…
ETC ETC ETC…
VALERÁ A PENA CONTINUAR!!!????…
NUNCA PEDI NADA AO MEU PARTIDO A NÃO SER O BEM ESTAR DO POVO…
MEUS FILHOS FORMARAM SE ÀS CUSTAS DE SEUS PAIS E O MAIS VELHO AQUI TRABALHA , HÁ 22 ANOS COMO ENGENHEIRO PRESTANDO SERVIÇOS À NAÇÃO QUE O PARIU …
TOU MESMO A FICAR CANSADO …
NEM SEI MESMO MAIS, PARA O QUE É QUE LUTÁMOS E CONTRA QUEM LUTÁMOS…

O COLONO ERA UM GRANDA BANDIDO… ASSIM NOS FOI INCUTIDO…
A UNITA E RESTANTES, TERRORISTAS… Familiares e amigos mortos pela UNITA e FNLA sem nunca sabermos dos corpos … Casas saqueadas…


Carnaval do Lobito Como Atração Turística a Nível Nacional

O vice-presidente da Associação do Carnaval do Lobito (ACL), Madaleno Constantino, anunciou hoje, segunda-feira, a intenção de fazer do Entrudo uma marca daquela cidade da província de Benguela, a fim de ser reconhecido a nível nacional.

Falando à Angop, o vice-presidente da ACL revelou que, para elevar o Carnaval para lugares cimeiros a nível nacional, o órgão pensa em parcerias com as empresas publicitárias, hotéis e com os agentes da cultura, com a finalidade de atrair turistas para cidade do Lobito.

Apontou como habituais patrocinadores do Carnaval na região a cervejeira Soba Catumbela, a agência de Seguros ENSA, Angobetumes, Luis Shipchandler, Caminho de Ferro de Benguela, Porto do Lobito, Transflamingo, Rosalina Express, Sécil e Sonamet, que apoiam tanto com bens materiais, quanto com valores financeiros.

Referiu ser pretensão da instituição realizar o Carnaval 2019 “mesmo na cidade Lobito”, no âmbito da municipalização do evento, decidida pelo Governo Provincial de Benguela, em 2014, altura em que a ACL foi formada.

Deu a conhecer que, além dos munícipes, outras forças vivas da sociedade lobitanga manifestam o interesse em participar da festa carnavalesca no município portuário, ao invés de percorrerem 30 quilómetros para chegar à cidade de Benguela, com os habituais constrangimentos em termos de transportes.


Má Gestão da Administração Municipal Denunciada Por Cidadãos do Lobito à PGR

um grupo de cidadãos e munícipes do Lobito fez chegar uma “carta aberta” a Procuradoria Geral da República denunciado má gestão da Administração Municipal. Entretanto, o antigo administrador do Lobito desmente todas as acusações.
Na carta, que o jornal OPAÍS teve acesso, assinada por António Pedrito de Almeida, Francisco Alberto Ventura, Raúl Segunda Binga e Virgílio Manuel Bongue, ao antigo governante da cidade ferro-portuária são-lhes imputadas uma série de acções danosas ao erário nos anos que vão de 2010 a 2016.

Os cidadãos, por acharem grave, pedem a intervenção não apenas da PGR, como também do Presidente João Lourenço. De entre as várias acções expostas na missiva, Amaro Ricardo é acusado pelos subscritores de supostamente ter subtraído dos cofres do Estado 500 mil dólares e os ter dado ao cidadão Joaquim Teixeira, também conhecido por Quim Transflamingo, um montante para a aquisição de quatro autocarros.

O indivíduo em causa apenas procedeu à entrega de um autocarro de marca Toyota Coaster, tendo o restante caído em parte incerta.


No Lobito Crianças Sobrevivem com Lixo Recolhido na Maior Lixeira da Cidade

Crianças que moram nas imediações da maior lixeira a céu aberto do município do Lobito, 30 quilómetros a Norte da cidade de Benguela, sobrevivem nos últimos dias com a venda de resíduos sólidos recolhidos no lugar apurou esta quarta-feira, a Angop

A maioria desses “catadores” de lixo vive numa situação de pobreza extrema, em casebres construídos a poucos metros da maior lixeira a céu aberto a nível do Lobito, onde todos os dias lutam pela sua sobrevivência, recolhendo resíduos para serem vendidos em praças.

Exemplo disso, são as garrafas de plástico que, apesar de serem nocivos à saúde devido ao risco de contaminação, essas crianças, misturadas com adultos, apanham no lixo e vendem às senhoras, servindo como recipiente para kissângua (bebida caseira) comercializada na via pública.

O soba da zona, Estévão Soline, contactado pela Angop, afirmou que as populações recorrem ao lixo por ser a única forma de subsistência.

“Quase ninguém tem casa própria, até porque as rendas estão fora do alcance das suas possibilidades”, disse, sustentando que, em função disso, os populares são obrigados a construir casebres situados nas proximidades da lixeira.