Império Empresarial de Isabel dos Santos Parece Ter os Dias Contados

Foto Reuters

O império empresarial de Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente angolano, parece ter os dias contados. Os seus principais negócios estão ameaçados pela nova era política em Angola, liderada por João Lourenço.

O império empresarial de Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente angolano, parece ter os dias contados. Analistas ouvidos pela DW África dizem que ela “perdeu o apoio da Sonangol” na UNITEL e as suas outras empresas, como o hipermercado Kandando, podem ir à falência. Além disso, há pouco tempo o Presidente João Lourenço retirou da tutela de Isabel dos Santos a coordenação do Plano Diretor Geral Metropolitano de Luanda e da construção da barragem Caculo Cabaça.

Apesar de ter sido reeleita em março deste ano para o conselho de administração da operadora angolana Unitel, para o período 2019/21, Isabel dos Santos parece não estar a gozar de boa simpatia por parte de outros accionistas da operadora de telefonia móvel, como a brasileira “Oi”.

É o que diz o jornalista angolano Ilídio Manuel, em declarações à DW África.A Oi detém 25% da Unitel e reclama na Justiça holandesa uma compensação por transações que, segundo a empresa brasileira, foram feitas com o propósito de a empresária “se enriquecer a ela própria e às companhias suas associadas, entre elas, a Unitel International Holdings.Mas não é só a empresária angolana também já não tem o apoio da Sonangol, uma das accionistas da Unitel, sublinha Ilídio Manuel. “Isabel dos Santos perdeu o apoio da Sonangol, que por sua vez aliou-se aos brasileiros da “Oi”.


Volta a Estalar o “Verniz” Entre Isabel dos Santos e o Director do Jornal de Angola

O “verniz” voltou a estalar entre Isabel dos Santos e o Jornal de Angola. Depois de no ano passado se ter “atirado” ao director do diário estatal, Víctor Silva, por causa de um direito de resposta, e de, já neste ano, ter acusado a publicação de alimentar uma pretensa “Primavera Árabe” no país e de ter comprado “uma guerra sem preço contra o MPLA e o Presidente do partido”, a filha mais velha de José Eduardo dos Santos dirige um agradecimento intrincado a Víctor Silva.

“Obrigada”, escreveu a empresária no Twitter, comentando uma nota publicada hoje no Jornal de Angola, na qual é acusada de “deselegância”, por ter questionado a capacidade de o país atrair investimento estrangeiro.

“Todos temos direito a uma opinião, mas, para quem não nasceu em berço de ouro e, aos 40 anos, já é a mulher mais rica de África, é estranho que se pronuncie sobre o repatriamento dos lucros, já que, se calhar, parte desse dinheiro foi para suportar investimentos seus no exterior”, critica o diário do Estado.

O jornal acrescenta que Isabel dos Santos “cativou a exportação dos lucros da PT/Oi na Unitel, o que está a valer um processo judicial em Paris”.

Em causa está o repatriamento de dividendos que, em Dezembro do ano passado, ultrapassavam os 600 milhões de dólares.


Depois das Críticas a Membros do Governo e ao MPLA Isabel dos Santos Vira-se Contra os Jornalistas

Foto Reuters

Depois dos políticos e membros do MPLA, são os jornalistas o alvo das críticas da filha do ex-Presidente José Eduardo dos Santos nas redes sociais. Classe aconselha empresária a evitar guerra com a imprensa.

A empresária angolana Isabel dos Santos usa cada vez mais as redes sociais para criticar tudo e todos. Primeiro, começou por fazer críticas a membros do Governo e do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), o partido no poder. As críticas de Isabel dos Santos subiram de tom quando José Eduardo dos Santos deixou a Presidência da República.

Em janeiro deste ano, a empresária angolana acusou Manuel Augusto, ministro das Relações Exteriores, de estar a promover o Presidente da República João Lourenço, a presidente do MPLA, que é liderado pelo pai.

Agora, as baterias viram-se contra os jornalistas, que a filha do ex-Presidente classifica como mentirosos e corruptos, nomeadamente, por publicarem artigos sobre a sua gestão na petrolífera estatal Sonangol.


Empresária Isabel dos Santos Estará Presente em Matosinhos na Inauguração da Nova Unidade da Efacec

A empresária Isabel dos Santos, que detém a Efacec, vai marcar presença na inauguração da nova unidade de mobilidade eléctrica da empresa portuguesa. Evento tem lugar em Matosinhos, na segunda-feira.

Efacec, empresa controlada pela empresária Isabel dos Santos, vai inaugurar uma nova unidade de mobilidade elétrica. O evento que acontece, na próxima segunda-feira, na Maia, sede da empresa, vai contar com a presença da sua principal acionista, um facto relevante na medida em que são raras as aparições da empresária angolana em eventos públicos.


Queixa-Crime Contra Isabel dos Santos Formalizada Pela Sonangol

A Sonangol enviou uma queixa-crime à Procuradoria Geral de Angola contra Isabel dos Santos por alegados desvios de dividendos.

Depois da exoneração, em novembro, de Isabel dos Santos do cargo de presidente do Conselho de Administração da Sonangol (Sociedade Nacional de Combustíveis) pelo novo presidente angolano, João Lourenço, a nova gestão da petrolífera, encabeçada agora por Carlos Saturnino, alega irregularidades no recebimento e distribuição dos dividendos a que tem direito na petrolífera portuguesa Galp.