O Cuidador das Campas dos Soldados Portugueses Mortos na Guiné é Um Antigo Guerrilheiro do PAIGC

Fotos de Alfredo Cunhamw-100mw-1920-00Tentou devolver uma granada que lhe mandaram e acabou por perder uma mão. Mais de quarenta anos depois, é ele quem cuida do cemitério onde estão enterrados os antigos inimigos mortos em combate. Sabe algumas histórias dos soldados cujos corpos foram deixados para trás, outras ficaram para sempre perdidas no tempo e nas lápides que não levam nome


Consultas Gratuitas na Guiné Bissau Prestadas Por Doze Médicos Chineses

medicos_chinesesUma equipa de doze médicos chineses começou este domingo a oferecer consultas na Guiné-Bissau. O trabalho começou em Quinhamel, uma aldeia a 40 quilómetros da capital, Bissau, e espera-se que os clínicos venham a prestar cuidados médicos a 200 pessoas.


Volta a Turbulência Politica à Guiné Bissau, Presidente da República Preparara-se Para Demitir o Executivo.

guine_bissauPrimeiro-ministro reúne-se com partidos e embaixadores antes de falar ao país.

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau Domingos Simões Pereira vai falar ao país nesta quinta-feira, 6, no momento em que fontes diplomáticas e observadores políticos admitem que o Presidente da República esteja a preparar-se para demitir o Executivo.

Antes, Simões Pereira reúne-se com partidos políticos e embaixadores acreditados em Bissau, aos quais deverá anunciar a sua decisão.

Nos círculos políticos, admite-se que o primeiro-ministro irá fazer uma profunda remodelação governamental na tarde de hoje.


Pelo Menos 200 Mil Toneladas de Castanha de caju, é o Que Pretende Exportar Este Ano o Governo da Guiné-Bissau

guine_bissauO Governo da Guiné-Bissau pretende exportar este ano pelo menos 200 mil toneladas da castanha de caju, cuja campanha de comercialização deve ser aberta em abril, declarou o ministro do Comércio, Serifo Embaló.

O governante foi interpelado pelos deputados no Parlamento na terça-feira aos quais deu conta de um conjunto de medidas para fazer face “ao abaixamento da exportação” da castanha de caju nos últimos anos.

Bissau quer subir das 150 mil para 200 mil toneladas, tendo como mercados, além da India, o Vietname e a China.


Em 2015 a Guiné Bissau Terá um Défice de 90Mil Toneladas de Arroz

guineO arroz é a base alimentar dos guineenses. Mas o Ministério da Agricultura teme que ele possa faltar se continuar a chover pouco no país.

Segundo o Ministério da Agricultura guineense, o país produziu no ano passado 111 mil toneladas de arroz limpo – isto “com uma pluviometria regular”, ou seja, num ano em que houve chuva em quantidade suficiente.

Mas, devido ao início tardio das chuvas no ano corrente, a Guiné-Bissau poderá ter um défice de 89 mil toneladas de arroz limpo no próximo ano. Outra agravante é apontada, para além da falta de chuva: o facto de, no país, os métodos agrícolas continuarem a ser rudimentares.

Pouca chuva e muito sal nos solos – o cerne do problema

A produção guineense de arroz depende, em grande medida, da chuva, sobretudo no sul do país. A água da chuva é, segundo os peritos, muito necessária, sobretudo em áreas baixas da Guiné-Bissau. É necessária principalmente para a dessalinização das bolanhas (arrozais alagados), antes do cultivo do arroz.

Por isso, se continuar a chover pouco, a Guiné-Bissau “poderá ter um grande défice no próximo ano, sobretudo devido à concentração de sal e acidez nos solos”, explica Rui Djata, o diretor do Serviço da Engenharia Rural.

Para melhor precaver o risco das alterações climáticas, seria urgente apostar na construção de diques e micro-barragens.

Leia Mais