Investimento de um Bilião de Dólares da Chevron no Ramo Energético em Angola

A companhia petrolífera Chevron vai investir, dentro em breve, um bilião do dólares americanos na linha de conexão de gás residual do Sanha (Soyo), na província do Zaire.

O referido projecto vai fornecer gás a fábrica Angola LNG, situada no Soyo, segundo anunciou nesta quarta-feira, em Luanda, o presidente do conselho de Administração da companhia norte-americana, Mike Wirth, no final de uma audiência com o Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

Segundo Mike Wirth, para a conclusão do projecto, a Chevron aguarda pela aprovação dos contratos de engenharia, da parte da Sonangol.

Referiu que abordou, com o Presidente João Lourenço, aspectos relacionados com às oportunidades de investimento em Angola, particularmente no domínio energético.


Produção de Gás LNG do Soyo Depois de Anos de Pára-Arranca Recupera o Fôlego

Depois de anos “de progressos erráticos e subcapacidade”, o projecto Angola LNG, de produção de gás natural liquefeito no Soyo, recuperou o fôlego, conforme demonstram os acordos recém-assinados com vários distribuidores internacionais na área da energia e das matérias-primas, apontam os analistas da Economist Intelligence Unit.


A Multinacional Glencore é o Novo Comprador de Gás Natural Liquefeito da LNG Angola

A multinacional Glencore, um dos gigantes mundiais das “commodities” acaba de se juntar aos igualmente grandes Vitol e RWE no lote de compradores do Gás Natural Liquefeito (LNG-Angola).


Projecto Angola LNG Retoma a Produção de Gás Natural


A produção de gás natural liquefeito (GNL) foi retomada, após paralisação no dia 22 de Dezembro de 2016, para a realização de uma ligeira intervenção.


Actividades de Sondagem Revelam Que em 2015 Angola Descobriu Mais Gás Que Petróleo

petroleo_1As actividades de sondagem dos recursos petrolíferos em Angola durante o último ano resultaram em descobertas potenciais de 531 milhões de barris de crude, segundo dados da Sonangol, compilados pela Lusa.

Os dados da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) indicam que a actividade de sondagem de exploração ao longo de 2015 resultou em descobertas de 251 milhões de barris de petróleo no campo Pandora do bloco 19/11 e 280 milhões de barris no campo Katambi do bloco 24/11, ambos operados pela BP.