A Fazenda Crisgunza em Camabatela Prevê Produzir Mais de 10 Hectares de Flores Diversas

Localizada em Camabatela, na província do Cuanza-Norte, a Fazenda Crisgunza prevê produzir mais de 10 hectares de flores diversas, com destaque para rosas de porcelana, helicónias, roseiras. O grupo diz estar disposto a participar na diversificação agrícola de modo a reduzir o índice de importação de flores

Durante as várias reportagens efectuadas nos 28 mil metros quadrados do pavilhão onde decorre a 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA), uma empresa chamou a atenção da equipa de reportagem de OPAÍS, pelo tipo de negócio que expunham. Trata-se do grupo empresarial Crisgunza Angola, que se dedica à produção agrícola, particularmente, a floricultura. Com uma fazenda localizada a 21 quilómetros do município sede da província do Cuanza-Norte, a Fazenda Crisgunza está a desenvolver um projecto agrícola que vai produzir flores naturais diversas numa área de 10 hectares, com destaque para a produção de rosas de porcelana, helicónias e roseiras. Na conversa com um dos seus responsáveis, o engenheiro agrónomo Augusto Capango, ficou-se a saber que a empresa quer abastecer o mercado angolano com flores naturais originárias da província do Cuanza-Norte.

“Pretendemos dar resposta ao apelo do Governo no que toca à diversificação da agricultura. Montamos uma estufa para cobertura e produção de matéria-prima verde. Estamos a desenvolver o cultivo de palmeira de dendém que tem como suporte o cultivo de flores”, disse. O responsável disse que numa primeira fase, o projecto arrancou com um viveiro de 2 hectares para o cultivo de helicónias, roseiras e rosas de porcelana. Até 2019 a fazenda prevê atingir cerca de 10 hectares para a produção de flores e 500 hectares para o cultivo de palmeira de dendém. “Os benefícios são múltiplos 18 O PAÍS Sábado, 14 de Julho de 2018 para o país. Temos verificado que em todos os grandes eventos como casamentos,


Administração Municipal do Lobito Constrói Viveiro de Plantas Para Abastecer a Cidade

A administração municipal  do Lobito vai, em 2018, construir um viveiro de plantas na baixa da cidade para abastecer  com flores e árvores  o município, dando deste modo cobertura ao esverdeado que se deseja nos jardins, avenidas e algumas artérias da urbe, disse na terça-feira o administrador local Nelson da Conceição.

Nelson da Conceição, que falava por ocasião dos cumprimentos de fim de ano, referiu que no ano que está a findar  foi realizado obras de melhoramento  nas vias  que ligam aos acessos entre a cidade e as diferentes localidades do  município.


Da Turquia as Rosas Negras de Halfeti

rosas-negrasAs rosas negras de Halfeti, ou Siyah gul, ganharam fama na internet quando fotos começaram a circular das supostas flores que crescem naturalmente naquela cidade turca, às margens do Eufrates.

Algumas imagens parecem produto de Photoshop, o que levantou a suspeita que se tratava de um boato. Talvez algumas das rosas, as que são totalmente negras (como a acima), sejam realmente modificadas, mas as que têm uma cor avermelhada (como a abaixo) podem ser verdadeiras, pois há uma possível explicação para seu tom estranho.

Segundo alguns dos sites que noticiaram o fato, tratam-se de rosas de cor vermelha, mas superpigmentadas. O excesso de pigmentos vermelhos faz com que elas pareçam negras.

Além disso, o pH da água local também pode contribuir para a cor mais escura, já que o pigmento da rosa, a antocianina, apresenta diferentes cores para diferentes valores de pH a que é submetida.

rosas-negras2

Curiosamente, a antocianina também é encontrada em algumas outras plantas, como o açaí, a framboesa, a cereja, a cereja preta e a berinjela. A planta que mais tem antocianina por gramas é o “maíz morado”, um tipo de milho preto.

RevistaAfro.com


O Jardim da Minha Vizinha

Foto de Ellen Anne
Foto de Ellen Anne
Foto de Ellen Anne
Foto de Martin Helgan
Foto de  Eric in SF

Flora Tropical-Flor do Maracujá ou Flor da Paixão