Governo Angolano Volta a Autorizar a Captura de Focas

focasO governo angolano voltou a permitir a captura de focas em Angola em 2016, tal como no ano passado, segundo a regulamentação para a atividade de pesca.

A medida está prevista no documento sobre a gestão das pescarias marinhas, da pesca continental e da aquicultura para o ano de 2016, que entrou em vigor a 15 de janeiro e que define ser «permitida a captura de focas como forma de assegurar a gestão racional e sustentável dos recursos biológicos aquáticos».


Cientistas Angolanos, Portugueses, Britânicos e Sul-Africanos Descobrem no Sul de Angola uma Nova Espécie de Lagarto

lagarto_angolaUma nova espécie de lagarto, denominada lagarto-espinhoso-do-Kaokoveld (Cordylus namakuiyus), foi descoberta no sul de Angola por uma equipa de cientistas angolanos, portugueses, britânicos e sul-africanos.

De acordo com o diretor do Instituto Nacional da Biodiversidade e Áreas de Conservação do ministério do Ambiente, Abias Huongo, a nova espécie foi descoberta recentemente, durante uma expedição, na província do Namibe, onde foram encontradas outras espécies de anfíbios.


Grande Recuperação do Parque Nacional da Gorongosa, Agora Com 4 Mil Espécies Sendo Algumas Novas Para a Ciência

faunaA fauna do Parque Nacional da Gorongosa (PNG) está «em franca recuperação», segundo o diretor da principal área protegida moçambicana, que conta agora com 4 mil espécies, algumas novas para a ciência.


450 Novas Espécies de Aves, Plantas, Peixes e Répteis Descobertos pela National Geographic nos Rios Cuito e Cubango em Angola

rio_cuito_Foto de David Polkinghorn

A expedição da National Geographic, que há dois meses realiza um trabalho de pesquisa nos rios Cuito e Cubango, conseguiu identificar mais de 450 novas espécies de aves, plantas, peixes e répteis.


Envenenados por Caçadores Furtivos Poderá Ter Sido a Origem da Morte de 26 Búfalos no Cuando Cubango

bufalosOs vinte e sete búfalos encontrados mortos neste mês numa lagoa, a 53 quilómetros da sede comunal da Jamba-Luiana, município do Rivungo, província do Cuando Cubango, poderão ter sido envenenados por caçadores furtivos, soube hoje (quinta-feira) a Angop, em Luanda.

O director do Instituto Nacional da Biodiversidade e Áreas de Conservação do Ministério do Ambiente, Abias Houngo, disse à Angop, que caso não tenham sido envenenados, os 27 búfalos terão morrido de febre afetosa.

“Vamos esperar pelos resultados dos exames que os veterinários do Ministério da Agricultura vão divulgar quanto a esta situação, que nos preocupa bastante, visto que foi pela primeira vez, em tempo de paz, que registamos tal facto”, disse Abias Houngo.

Segundo afirmou, os quatro elefantes encontrados mortos sem marfins, foram abatidos pelos caçadores furtivos, o que indica que os mesmos poderão estar envolvidos na morte dos 27 búfalos, além de um burro do mato.