Pequeno Primata Descoberto em Angola

 

 

 

Numa noite de 2013, um grupo de cientistas estava a fazer observações na natureza e ouviu uns sons diferentes na floresta de Cumbira, no Noroeste de Angola. Perceberam de imediato que eram vocalizações de um animal e que o volume do som ia crescendo.


Fauna Selvagem Corre o Risco de Afogamento Devido ao Enchimento da Albufeira de Laúca

“Operação Laúca”, assim se designa a mega operação montada e que visa salvar eventuais animais sob risco de afogamento durante o fase de enchimento da albufeira.


Entre 20 Mil a 30 Mil Elefantes São Abatidos Por Ano Ilegalmente

elefanteEstima-se que entre 20 mil e 30 mil elefantes são abatidos por ano ilegalmente. Desde 2007, o comércio ilegal de marfim mais do que duplicou. O tráfico de vida selvagem ameaça a biodiversidade do planeta e coloca em perigo de extinção espécies como os elefantes, os rinocerontes e os tigres.


Tartaruga de Couro Uma das Mais Raras do Mundo em Vias de Desaparecer da Costa Angolana

tartaruga_de_couroA tartaruga de couro, considerada a mais rara do mundo, que chega a pesar 900 quilogramas, está em risco de desaparecer de Angola, enfrentando atualmente uma situação “caótica” de ameaça com um reduzido número de desovas.

  O alerta foi transmitido à Lusa por Miguel Morais, coordenador do projeto “Kitabanga” (tartaruga gigante na língua nacional quimbundo), que estuda e investiga os cinco tipos de tartarugas marinhas presentes ao longo da costa angolana. 

 O projeto “Kitabanga”, nome pelo qual é conhecida em Angola a tartaruga de couro, acompanha a desova de outras duas espécies ao longo da costa, a tartaruga verde (quase 1,25 metros de comprimento e 230 quilogramas) e a tartaruga oliva, com sete estações de amostragem permanentes distribuídas entre as províncias do Zaire, Bengo, Luanda, Benguela e Namibe.

ANGONOTÍCIAS

 


Só no Cuando Cubango Foram Contados Mais de 3 Mil Elefantes

elefantesAs autoridades já contabilizaram mais de 3 mil elefantes, só no Cuando Cubango, onde começou a inventariação da espécie, no âmbito do Plano de Ação Nacional do Elefante.

Os números, que resultam do levantamento iniciado no final de 2015, foram divulgados pelo Instituto Nacional da Biodiversidade e Áreas de Conservação, no âmbito das comemorações internacionais do dia do Ambiente (5 de junho), este ano centradas em Luanda e que terminaram esta terça-feira.