Num Mês as Exportações de Angola Para a China Aumentaram Para Mais de 50%

Em Novembro de 2016 as exportações angolanas para a China, o principal parceiro comercial do país, aumentaram mais de 50% face ao mês anterior, interrompendo um ciclo de declínio. Mas o valor apurado até àquele mês ainda é desfavorável face a 2015.


Angola Vai Exportar 54 Toneladas de Café Torrado Para Portugal, China e Estados Unidos

cafe_1A marca nacional Café Cazengo prepara-se para exportar este mês 54 toneladas de café torrado para Portugal, China e Estados Unidos da América, anunciou ontem o responsável pelo projecto.

José Gonçalves disse em declarações à agência Lusa que estão preparados três contentores, cada um com 18 toneladas para exportação.

Segundo o responsável, outras solicitações e negociações estão em curso com empresários da Espanha, Itália e Singapura, países para os quais foram já enviadas amostras do produto.


África do Sul, Namíbia e RDC Compram Banana de Angola

bananaEvento juntou no Bengo produtores de 14 províncias e gerou receitas superiores a 200 milhões Kz, mais 75 milhões Kz face a 2013. Ministro da Agricultura acredita no potencial exportador deste produto angolano.

A banana angolana está a conquistar mercados e, num futuro breve, poderá ser exportada para países como África do Sul, Namíbia e República Democrática do Congo (RDC), avançou o ministro da Agricultura, Afonso Canga.

O ministro, que falava à imprensa na 4.ª Feira da Banana de produção nacional, que decorreu na semana passada na província do Bengo, disse que a banana angolana “é muito apreciada e encontra-se já em fases de ensaio para exportação”, para os países vizinhos, com vista à diversificação da economia nacional.


Portugueses Vão Calçar Sapatos Made In Angola

rbs-580Nasceu em Angola ainda em 2006 e trouxe ao nosso país conhecidas marcas internacionais como Zara, Tiffosi, Elena Miró, Adolfo Dominguez, Paez e Cavalinho. Agora, reforça a sua expansão internacional com o lançamento de uma colecção de sapatos masculinos em Portugal.

Leia Mais


Segundo Números Fornecidos Pelas Alfândegas, as Exportações Angolanas Caíram 37,7%

exportaçoes_angolaA queda das exportações motivou também uma redução de 8% no saldo da balança de mercadorias, que se cifrou em 674,8 mil milhões Kz, nos primeiros seis meses de 2014, contra os 701,9 mil milhões Kz do período homólogo do ano passado.

O valor aduaneiro das mercadorias exportadas por Angola no primeiro semestre deste ano caiu 37,7%, para 2,0 biliões Kz, contra 3,3 biliões Kz do período homólogo de 2013, de acordo com dados do comércio externo do Serviço Nacional das Alfândegas (SNA), a que o Expansão teve acesso.

Contrariamente ao valor aduaneiro das exportações, o das importações evoluiu positivamente, ao registar um aumento na ordem dos 17,3%, passando de 1,1 biliões Kz no primeiro semestre do ano passado para 1,4 biliões Kz em igual período deste ano. Feitas as contas, o saldo da balança de mercadorias – valor aduaneiro das exportações menos importações – cifrou-se em 674,8 mil milhões Kz nos primeiros seis meses de 2014, contra os 701,9 mil milhões Kz do ano passado, uma queda de cerca de 8%.

Segundo os dados do SNA, registou-se um ligeiro crescimento de aproximadamente 10% no valor aduaneiro dos óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, a mercadoria mais exportada pelo País, de 1,7 biliões Kz no primeiro semestre de 2013 para 1,9 biliões Kz de Janeiro a Junho deste ano, ainda assim insuficiente para elevar o valor aduaneiro das exportações. As alfândegas justificam a queda com “uma alteração nos procedimentos de processamento das exportações de petróleo para o regime geral, à luz da Circular n.º 78/DPPP/SNA/12, de 16 de Abril”.

Leia Mais