Ministra Angolana das Pescas e do Mar Apela aos Empresários a Produzir Peixe Seco Para Exportação

A aposta na reabilitação das infra-estruturas de apoio à pesca e na produção do peixe seco para a exportação foi o apelo lançado nesta sexta-feira, no Soyo, província do Zaire, pela ministra das Pescas e do Mar, Victória de Barros Neto, aos proprietários de salga e seca do país
A governante fez este apelo quando discursava na cerimónia de abertura do primeiro conselho consultivo alargado do seu Ministério, que decorre hoje (sexta-feira) e sábado, nesta localidade costeira da província do Zaire, sob o lema “Economia azul rumo ao desenvolvimento”.

Victoria de Barros Neto, pediu às empresas privadas do sector a retomarem a produção do peixe seco de qualidade para o consumo interno e também para a exportação, como acontecia na época antes e após a independência nacional em 1975.

Segundo disse, o peixe seco de Angola continua a ser muito solicitado por muitos, sobretudo, por países vizinhos como a RDC, o Gabão, Congo Brazzaville, históricos mercados deste produto de origem angolana.

Sugeriu que os empresários do ramo estabeleçam parcerias mutuamente vantajosas com as mulheres processadoras de pescado, de modo a ajudá-las a exercer a actividade em melhores condições higio-sanitárias que colocam em perigo a saúde pública.


Angola Vai Exportar Para Moçambique a Cerveja Cuca

A Companhia União de Cervejas de Angola (Cuca), detida pelo grupo Castel, assinou em Luanda, com a empresa moçambicana “Moz Bebidas Lda”, um acordo de exportação da cerveja Cuca para Moçambique, no quadro do programa de exportação e internacionalização da marca.

De acordo com a agência Angop o administrador delegado do Grupo Castel, Philippe Frederic disse que numa primeira fase serão apenas exportados dois contentores de cerveja Cuca em lata, avaliados em 50 mil dólares americanos.

Frederic referiu que a Cuca já é exportada para países como Estados Unidos da América, Portugal, além dos mercados fronteiriços angolanos com a Namíbia, República Democrática do Congo e a Zâmbia.

O director-geral da Moz Bebidas Lda, Severin Tchogna Njamen, disse desejar que o número se estenda aos 100 contentores, de modo a contribuir para o crescimento e a diversificação da economia dos dois países.

A produção anual da fábrica Cuca está estimada em mais de 1,08 milhões de hectolitros de cerveja.


A Angolana Novagrolider Está a Exportar Semanalmente Cinco Contentores de Banana Para Portugal

A empresa Novagrolider está a exportar semanalmente cinco contentores de 40 pés de banana para Portugal, revelou (terça-feira) hoje o seu administrador José Macedo.

Em declarações à imprensa, o responsável disse que a Novagrolider em Caxito exportou, além da banana, outros produtos como destaque para o mamão papaia e mangas.

Reclamou da demora na documentação e do alto custo das tarifas portuárias de exportação, sugerindo a criação de um guichet dos exportadores.

Em termos das divisas, disse José Macedo, o processo registou uma melhoria considerável comparativamente ao ano 2017, cuja exportação embora ainda ser muito ínfimas, atendendo às actuais necessidades, mas ajuda.


A Têxtil Angolana Alassola Colocou em Portugal 454 Toneladas de Fio de Algodão

A empresa têxtil angolana Alassola exportou 454 toneladas de fio de algodão para Portugal entre Outubro de 2017 e 12 de Maio corrente, ao abrigo do projecto de internacionalização do negócio, disse o director industrial, Hioshi Yamamoto, à margem da participação na 8.ª edição da Feira Internacional de Benguela (FIB), que decorreu de 16 a 20 de Maio.

Hioshi Yamamoto disse ainda à agência noticiosa Angop, em declarações proferidas sábado, que o quarto carregamento, com 154 toneladas em 10 contentores, partiu do porto do Lobito na semana de 6 a 12 do corrente mês.

O director industrial disse que o fio de algodão é um produto intermédio que a fábrica tem estado a vender enquanto procura soluções definitivas para iniciar toda a cadeia de produção, que se prendem com a necessidade de angariar mais 60 milhões de dólares para importar matérias-primas, nomeadamente algodão, corantes e outros produtos químicos primários e secundários.

A Alassola é uma empresa que opera na província de Benguela sucessora da extinta África Têxtil, que, depois de ter sido inaugurada em 1979, paralisou a actividade em 1998 e declarou falência em 2000.


Angola Exporta Focas Vivas Para Oceanários e Jardins Zoológicos de Todo o Mundo

O país iniciou em 2017 a exportação de focas vivas, para oceanários e jardins zoológicos de todo o mundo

A informação foi avançada à agência Lusa pelo responsável da empresa angolana Mar Dourado, Juan José González Silveira, que vai para o segundo ano neste negócio, a partir do município do Tômbwa, no sul de Angola.

As focas são capturadas, em conformidade com a legislação angolana, na Baía dos Tigres, 100 quilómetros para sul, e depois de um período experimental em 2017, a empresa construiu no Tômbwa instalações de raiz, com quatro tanques, para adultos e focas mais jovens, podendo albergar em simultâneo até 50 animais vivos. “Tentamos que não lhes falte nada. E temos boas condições”, garante este argentino, que chegou no final de 2016 a Angola. O negócio dá emprego a cerca de 30 pessoas e as instalações, junto à baía do Tômbwa, garante Juan Silveira, “obedecem às normas internacionais”, com sol e sombra, além da alimentação.