Laúca e Cambambe Tornaram Angola Como a 5ª Maior Potência de África em Energia Hidroeléctrica

As barragens de Laúca e de Cambambe colocaram Angola na lista dos cinco países do mundo que mais aumentaram a capacidade hidroeléctrica em 2017, tornando-o uma das cinco maiores potências de África neste domínio.

Apesar de África ser uma das regiões do mundo com maior potencial hidroeléctrico por desenvolver, vários projectos estão a alterar esta realidade, nomeadamente as barragens angolanas de Laúca de Cambambe, segundo avança hoje o Novo Jornal, com base no relatório da Associação Internacional de Energia Hidroeléctrica, IHA na sigla em inglês.

Segundo o mais recente relatório desta organização, em 2017 o continente agregou 1.924 MW à sua capacidade instalada, desempenho que tem em Angola um elemento-chave.

Com Laúca e Cambambe, Angola foi um dos cinco países do mundo que mais aumentou a capacidade hidroeléctrica em 2017- atrás da China, Brasil, Índia e Portugal – tornando-se uma das cinco maiores potências de África neste domínio, quando no anterior ocupava a 11.ª posição na classificação africana, entre cerca de 40 nações analisadas.


A Província de Benguela Vai Começar a Beneficiar de 22 Mil Ligações de Energia Eléctrica ao Domicílio

Foto de António Escrivão

A província de Benguela vai beneficiar de duas mil ligações de energia eléctrica ao domicílio até ao final de ano de 2018, anunciou, no Cubal, o ministro de Energia e Águas, João Baptista Borges, no quadro de uma visita de trabalho de dois dias efectuada a província de Benguela.

O governante, que falava à imprensa no último fim-de-semana, disse que dentro de dias Benguela vai começar a beneficiar de 22 mil ligações de energia eléctrica ao domicílio no âmbito do projecto de electrificação.

“A ligação entre Cambambe ao Lobito, a linha já esta concluída, havendo necessidade da estação do sistema de compensação que deverá decorrer nos próximos meses, este será um projecto que aliviará grande parte da produção térmica e dos custo de aquisição de combustíveis, porque Benguela vive de ponto de vista de abastecimento de 50 Megawatts, vindo do Lumaum”, disse.

Segundo o ministro, grande parte de energia distribuída na província de Benguela é por gerador e o sector vai, com esta ligação, reduzir estes custos.


Orçada em Mil Milhões de Dólares, a Central Angolana a Gás Natural Já Debita Electricidade na Rede Pública

A central de ciclo combinado do Soyo, em Angola, orçada em mil milhões de dólares, já começou a debitar electricidade na rede pública, produzida a partir de gás natural, anunciou hoje o grupo Sonangol.


A ENDE Informa Que Neste Fim de Semana Luanda Ficará Parcialmente Sem Energia Eléctrica

A cidade de Luanda vai estar parcialmente privada do fornecimento de energia eléctrica, nos dias 3 e 4 de Junho (sábado e domingo), das 06 às 15 horas, para trabalhos de manutenção correctiva na subestação do Camama, afecta à Rede Nacional de Transporte (RNT), indica a Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), numa nota de imprensa enviada à Angop hoje, sexta-feira.


Nas Províncias do Namibe, Huíla e Cuando Cubango Vão Ser Instaladas Turbinas Para Energia Digital Rápida

General Eletric (GE) anunciou sexta-feira que Angola encomendou sete turbinas móveis, para energia digital rápida, que vai permitir o acesso à electricidade a mais 15 por cento da população.