Graças aos Citadinos o Cuíto na Província do Bié é das Poucas Cidades Angolanas Que Permanece Limpa

cuito_24O Kuito, capital do Bié, é das poucas cidades que permanece limpa, apesar da crise financeira que afecta o país, graças à participação dos citadinos no processo de recolha e tratamento do lixo.


Recuperação dos Espaços Verdes e Lugares de Lazer na Cidade do Cuito

Foto de Francisco Bernardo

cuito_francisco_bernardoA recuperação dos espaços verdes e outros lugares de lazer constam entre as prioridades da Administração Municipal do Cuito, revelou o seu responsável.

O administrador referiu que o programa de requalificação dos espaços verdes começou com os trabalhos do jardim “Espelho de d’Água”, vulgarmente conhecido pelo da “pouca vergonha”, no centro da cidade do Cuito.
Avis Vieira salientou que o processo vai continuar em todas as artérias do município para continuar a melhorar a imagem da capital da província do Bié.
O Largo 1º de Maio e outros locais, disse, também fazem parte do programa de recuperação e reabilitação de infra-estruturas do município.
Nos jardins do Largo das Escolas e o Violeta, na rua Silva Porto, vão ser instalados parques infantis, segundo o administrador.
Até o final do primeiro trimestre do próximo, prometeu, está concluída a requalificação do jardim 1º de Maio.
O administrador lembrou que o Governo Provincial arquitectou um plano destinado a melhorar a imagem da cidade do Cuito.
Quanto ao problema da energia eléctrica, lamentou que a rede de média tensão continue a dificultar a distribuição, principalmente no período chuvoso, em que surgem vários curto-circuitos.
Sobre a reabilitação de estradas do município, recordou que algumas vias secundárias estão a ser terraplanadas e asfaltadas para melhorar a circulação de pessoas e bens.

Jornal de Angola/Delfina Victoriano


Cidade do Cuito Vai Ganhando Nova Imagem

A cidade do Cuito vai ter 121 novos semáforos espalhados por todas as ruas. O trabalho de colocação arrancou há algum tempo e já são visíveis em determinadas artérias, com destaque para a rua principal, a Joaquim Capango.
O director provincial do Bié da Energia e Águas, Abel Guerra Paulo, afirmou que nenhuma rua da cidade do Cuito vai ficar sem sinalização luminosa.
“A medida surge com o objectivo de prevenir acidentes de viação, já que a maior parte dos desastres rodoviários na província ocorre na cidade do Cuito, devido à falta de sinalização luminosa nos entroncamentos”, salientou.
Os novos semáforos funcionam com energia solar e são diferentes dos convencionais, embora as funções e as cores sejam as mesmas”, acrescentou o director provincial do Bié da Energia e Águas.

Jornal de Angola/João Constantino


A Capital do Bié, Cidade do Kuito Faz Hoje 87 Anos

O município do Kuito, capital da província do Bié, comemora hoje, 31 de Agosto, 87 anos desde que foi elevada, em 1925, à categoria de cidade, sob proposta dos seus habitantes.
O Kuito, denominado anteriormente por Silva Porto, é um dos nove municípios que compõem a província do Bié e está situado no planalto central de Angola, a 82 quilómetros do centro geodésico do país.

Habitam na cidade do Kuito vários grupos etnolinguísticos, sendo a maior parte ovimbundos e outros em menor quantidade como os ovinganguelas, tchokwes, songos e outros, habitam a capital biena, devido ao conflito armado que o país viveA tradição dos povos da região não se difere muito das outras localidades da província, caracterizada pelos usos e costumes e a gastronomia local associando-se a vários tipos de dança como Ocatita, Sawoia, Tchianda, Omenda, entre outras, bem como os seus rituais tradicionais.

Antes da chegada dos portugueses naquela parcela do país, o tratamento das doenças era feito tradicionalmente. Em 1931 foi construído o hospital indígena (actual hospital provincial) que só atendia pessoas que faziam parte da classe dos assimilados.
Anos depois, surgiram as missões do Kamundogo e Chilonda (da Igreja Evangélica Congregacional de Angola) e a da Chanhora, pertencente a igreja Católica, que contribuíram bastante na assistência sanitária à população local, bem como no processo de ensino e aprendizagem.
A semelhança das outras localidades do país, o Início da Luta Armada, a 4 de Fevereiro de 1961, e consequentemente a proclamação da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975, determinou o fim do regime da administração colonial no país.

Actualmente, a cidade do Kuito regista melhorias significativas, ruas e passeios reabilitados, residências em reabilitação, jardins recuperados, iluminação pública melhorada e fornecimento de agua potável em dia, fruto da implementação e execução de programas do executivo.
Quanto ao sistema bancário, o Kuito foi reforçado com quatro agências do Banco de Poupança e Crédito (BPC), dois do Banco Sol, e do Banco de Fomento Angola, Banco Bic, Millennium e BAI.
O governo, através da administração municipal, está igualmente a trabalhar para o aumento da produção agrícola, pesca artesanal, exploração de madeireira entre outras actividades de âmbito social e económica da região.

Leia Mais


Fábrica de Discos de Angola em Reabilitação

O exterior da estrutura do edifício de três andares onde se alojou a Fábrica de Discos de Angola (Fadiang), na cidade do Cuito, província do Bié, está a ser reabilitado.
Paralisada há mais de 30 anos, devido ao conflito armado, a Fadiang era o local onde se produziam discos de vinil de músicos angolanos e estrangeiros.
Hoje, pouco resta da fábrica, além de alguns vestígios e os escombros como lembrança. De 1975 até à década de 1990, ali funcionou a gráfica que produzia e vendia cartazes e outros materiais utilizados para actividades culturais e de divulgação dos discos. O edifício incluía ainda o espaço comercial da “Discoteca do Bié”, onde as pessoas adquiriam discos em pequena ou grande quantidade. Mais tarde, foi transformada em biblioteca provincial.