Angola Deve Importar Petróleo Refinado Sugere em Análise a Revista Economist Intelligence Unit

A Economist Intelligence Unit (EIU) considera que a importação de petróleo refinado “pode ser uma estratégia economicamente mais salutar” para Angola do que enviar o petróleo recolhido no país para ser refinado no estrangeiro.


Refinar no Estrangeiro o Petróleo Produzido Está a Ser Ponderado Pelo Governo de Angola

O Executivo está a estudar a possibilidade de refinar no estrangeiro o petróleo produzido em Angola, tendo em vista o posterior consumo no mercado nacional, indica um despacho assinado pelo ministro dos Petróleos.


Algumas Províncias de Angola Sem Combustíveis Por Avaria em Navio de Transporte

transporte_combustiveisUma avaria num navio que transportava derivados de petróleo para Luanda está a provocar há vários dias falta de combustíveis em algumas províncias de Angola.

A situação foi hoje confirmada pela presidente do conselho de administração da Sociedade Nacional de Combustível de Angola (Sonangol), Isabel dos Santos, à margem da inauguração de uma escola financiada pela petrolífera estatal angolana.


Em 2015 Angola Comprou Mais de 6,241 Milhões de Toneladas de Produtos Refinados

petroleo_9Angola comprou mais de 6,241 milhões de toneladas de produtos refinados em 2015, mas a reduzida capacidade de refinação nacional obrigou a concessionária estatal Sonangol a importar cerca de 80% desse total

Os dados constam da versão final do relatório e contas da petrolífera angolana e indicam que o consumo de combustíveis por Angola caiu 5% em 2015, na mesma proporção da importação de produtos refinados, essencialmente gasolina e gasóleo, face a 2014.


Mais de 5,5 Milhões de Dólares Diários, È Quanto Angola Gasta em Importação de Combustíveis

petroleo_05Angola gasta mais de 5,5 milhões de dólares por dia na importação de combustíveis, devido à reduzida capacidade de refinação nacional. De acordo com o mais recente relatório mensal sobre o sector do Petróleo e Gás, Angola importou em Julho mais de 189 milhões de dólares em derivados do petróleo.