Mais de 200 mil famílias ficaram privadas do fornecimento de energia eléctrica em Luanda, como consequência da chuva que caiu na noite de terça-feira, revelou hoje (quarta-feira) o director regional de Luanda e do Bengo, da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), Sérgio Dindanda.

Segundo o responsável, que falava numa conferência de imprensa sobre o impacto e a dimensão dos danos causados pela chuva, que se abateu sobre a capital, as cargas pluviométricas deixaram, igualmente, 170 Postos de Transformação (PT’s) fora de serviço, bem como trinta linhas de distribuição de Média Tensão, por solicitação da população, face à insegurança.