Cabo Verde Passa a Contar Com Mais Duas Centrais de Dessalinização da Água do Mar

Cabo Verde passou a contar com mais duas centrais de dessalinização da  água do mar, nas ilhas de São Vicente e do Sal, uma das alternativas  implementadas há 50 anos, para resolver o problema da seca e da escassez de recursos hídricos no arquipélago.

As duas novas unidades, com capacidade de produção e distribuição de água de 10 mil metros cúbicos por dia, foram inauguradas segunda-feira pelo primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva.

Foram  financiadas pela Agência Francesa de Desenvolvimento, no âmbito de um projeto orçado em mais dois biliões 400 milhões de escudos cabo-verdianos (cerca de 21,8 milhões de euros).

A entrada em funcionamento dos novos dessalinizadores vai permitir uma redução em 50 porcento no consumo de energia para a produção de água.

Por outro lado, a empresa pública de produção de eletricidade e água (Electra) vai reforçar a capacidade de produção de água dessalinizada, tanto para o consumo doméstico, como para outros setores económicos, nas duas ilhas.


Cidade da Praia em Cabo Verde, Assemelha-se a um Estaleiro com Obras Públicas e Privadas

A cidade da Praia, em Cabo Verde, assemelha-se a um estaleiro, com obras públicas e privadas a crescerem em vários sítios e em simultâneo, o que para uns é incomodativo, mas para outros um sinal de esperança.

Avelino Mendes Tavares, conhecido como Caló, é pescador desde “a barriga da mãe”, como faz questão de sublinhar, e a sua vida junto ao mar de Cabo Verde permitiu-lhe assistir a muitas mudanças na orla marítima da cidade da Praia.

E foi junto ao mar que viu erguer-se um edifício majestoso na praia da Gamboa, onde costuma pescar, que faz parte do megaprojeto de hotel e casino da Macau Legend Development Ltd, do magnata macaense David Chow.

Trata-se do maior empreendimento turístico previsto para Cabo Verde, com um investimento superior a 200 milhões de euros, e que consiste num complexo turístico com hotel, marina, centro de convenções e casino.

“Acompanhei esta obra desde o seu início. Digo que é a maior infraestrutura que será feita em Cabo Verde. Quanto estiver tudo pronto, tudo bonito, vai atrair mais turistas, mais câmbio, podemos ser vistos por todo o mundo como algo importante”, disse Caló, que não esconde o entusiasmo com a obra, mesmo que saia com a pescaria prejudicada.

E explica: “Para os pescadores é mau porque tapou a praia. Assim muitos peixes já não entram como dantes. Para nós é mau, mas para o Estado de Cabo Verde é bom porque ganha-se mais dinheiro”.


Cabo Verde Sobe Para Terceiro Lugar no Ranking das Melhores Governações em África

Cabo Verde subiu uma posição no ranking das melhores governações em África, com 71,1 pontos em 100, passando a ocupar novamente o terceiro lugar, sendo apenas superado pelas ilhas Maurícias (79,5 pontos) e Seicheles (73,2 pontos).

Segundo o último relatório anual da Fundação Mo Ibrahim, divulgado segunda-feira, em Londres (Inglaterra), há no entanto uma degradação na pontuação final de Cabo Verde que se vem acentuando desde 2016, altura em que o arquipélago conseguiu 72 pontos.

No ano passado, a pontuação desceu para os 71,9 e este ano, apesar de ganhar uma posição, Cabo Verde fica-se pelos 71,1.

A Fundação Mo Ibrahim alerta, igualmente, que três “países que ainda integram o top5 registam um declínio de pontuação ao longo dos últimos cinco anos”.

Trata-se, segundo ainda a Fundação, das Maurícias (-0,7), de Cabo Verde (-0,8) e do Botswana (-3,7).


No Terceiro Trimestre Deste Ano as Exportações de Cabo Verde Aumentaram 40%

As exportações de Cabo Verde cresceram 40,6% no terceiro trimestre do ano, comparativamente ao período homólogo, com o país a arrecadar mais de 16 milhões de euros, segundo dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Segundo os dados provisórios do comércio externo apurados pelo INE, no terceiro trimestre do ano Cabo Verde arrecadou mais 524 milhões de escudos (4,7 milhões de euros) com as suas exportações, chegando a 1.814 milhões de escudos (16,4 milhões de euros).

A Europa continuou a ser o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo quase a totalidade das exportações do arquipélago (cerca de 98,5%).

“As exportações para os outros continentes foram de montantes pouco expressivos, embora tenham crescido para a América”, salientou o INE.

Em relação aos países, a Espanha liderou o ranking dos principais clientes de Cabo Verde, representando 82,6% do total das exportações do país.

Portugal ocupa o segundo lugar na estrutura das exportações, com 15,2%, diminuindo 3,8 pontos percentuais, em relação ao mesmo período do ano de 2017.


Na Ilha de Santo Antão-Cabo Verde Começa a Época Alta do Turismo

Santo Antão recebe nos próximos oito meses, período da época alta do turismo na ilha, milhares de visitantes provenientes, sobretudo, do norte da Europa, que procuram a ilha para caminhadas em trilhas.

A expectativa dos operadores é de que se mantenha a tendência de crescimento do turismo nesta ilha que, em 2017, recebeu  mais de 26 mil turistas, registando um crescimento de 23,8 por cento (%) face a 2016.

A expectativa dos operadores turísticos em relação à época alta do turismo em Santo Antão, que tem início em outubro, tem sido cada vez mais alta, segundo a operadora Sandra Pereira.

Santo Antão, para potenciar o seu turismo, precisa do aeroporto, mas necessita, sobretudo, de um plano que dê atenção à qualificação dos recursos humanos, através de formação profissional, segundo esta operadora.

Este ano, a época alta do turismo nesta ilha, que decorre até ao mês de maio, deverá ser marcada pela diversificação da oferta, já que, além do trekking, até agora o principal produto turístico de Santo Antão, os operadores começam a apostar na promoção do “canyoning” e mergulho.