O Fim do Apartheid na África do Sul Há 25 Anos Ainda é “Miragem”

Um quarto de século após o fim do “apartheid”, a corrupção, a desigualdade social e o racismo ainda caracterizam a África do Sul. O sonho de igualdade de Nelson Mandela continua por cumprir.

Completam-se neste sábado (27.04) 25 anos desde o nascimento da nova África do Sul, a denominada “nação arco-íris”, após meio século de “apartheid”, o sistema de segregação racial.

As primeiras eleições da África do Sul verdadeiramente democráticas realizaram-se a 27 de abril de 1994. Todos os sul-africanos, registados numa lista eleitoral comum, puderam votar. Isso marcou o fim de uma longa e dura luta pela liberdade, assim como a separação entre brancos e negros.

Como Presidente, o objetivo de Nelson Mandela era reconciliar a minoria branca com a maioria negra no país. A entrada para a democracia foi celebrada em todo o mundo.

Hoje, os desafios políticos e económicos são enormes. O sonho de Nelson Mandela mantém-se vivo? A bandeira colorida da África do Sul, içada há 25 anos, continua a ser um símbolo do momento da partida para uma nova era, o momento em que o então Presidente sul-africano Frederik Willem de Klerk e o lutador pela liberdade Nelson Mandela concordaram em acabar com o “apartheid”.


Caçador Ilegal Morre Pisado Po Elefante e Devorado Por Leões no Parque Sul-Africano de Kruger

Um caçador ilegal que perseguia um rinoceronte no parque nacional sul-africano de Kruger morreu ao ser pisado por um elefante e depois devorado por leões, informou esta segunda-feira o Departamento de Parques (SanPark).

O caso foi revelado pelos supostos cúmplices da vítima, que informaram o sucedido à família do caçador que foi esmagado por um elefante na madrugada do dia dois de abril, informou o porta-voz do SanPark, Isaac Phaahla.

A família alertou a direção do parque nacional, que enviou guardas para procurar o corpo do caçador, cujos restos mortais só foram encontrados na passada quinta-feira, dia quatro de abril

“O que foi encontrado no local sugere que um bando de leões devorou os restos mortais do caçador deixando apenas um crânio humano e um par de calças”, disse Isaac Phaahla antes de indicar que um grupo de especialistas estão a tentar confirmar a informação.

“Entrar ilegalmente e a pé no parque nacional Kruger não é prudente”, recordou o diretor do local, Glenn Phillips. “É muito perigoso e este incidente é uma nova prova disso”, completou.


Devido à Seca Está Declarado Estado de Catástrofe Natural na África do Sul

As autoridades sul-africanas proclamaram hoje o estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca histórica que assola a África do Sul há vários meses a região da Cidade do Cabo, ameaçada de ficar sem água potável.

Segundo a AFP, a decisão, publicada hoje, foi tomada depois de uma “reavaliação da amplitude e da gravidade da seca actual”, e confia a partir de agora a gestão da crise ao Governo.

As autoridades sul-africanas tinham apontado o dia 11 de Abril como o ‘Dia Zero’, o primeiro dia em que faltaria água nas torneiras, tendo depois adiado a estimativa para dia 16 do mesmo mês.


A Primeira a Ficar Sem Água Poderá Ser a Cidade do Cabo na África do Sul

África do Sul já proibiu lavagens de carros e enchimento de piscinas.

Cidade do Cabo, paraíso turístico para muitos, é, agora, posta no mapa como a primeira cidade do mundo que poderá ficar sem água.

As previsões apontam para uma seca severa nos próximos meses, causada pela falta de chuva dos últimos três anos e pelo aumento da população que o país tem sofrido.


Viagem a Bordo do Mais Luxuoso Comboio Africano Para Conhecer a História da África do Sul

Nova imagem (4)Imagine 27 horas de viagem a bordo do mais luxuoso comboio africano, para reviver, num autêntico hotel cinco estrelas sobre rodas, a chegada dos europeus à África do Sul, atraídos pela febre do ouro e pelos diamantes, no início do século XX. A proposta é do Blue Train, cuja rota, entre a Cidade do Cabo e Pretória, ligando dois dos centros nevrálgicos da África do Sul, remonta à década de 1920 e é uma das mais emblemáticas do mundo, juntamente com o Expresso do Oriente e o Transiberiano.