Reedição do Livro “Luuanda”do Escritor Angolano Luandino Vieira

A Editorial Caminho anunciou a reedição do livro de contos “Luuanda”, do escritor angolano Luandino Vieira, que em 2006 recusou o Prémio Camões.

Luanda” foi originalmente editado em 1964, e faz parte das obras aconselhadas pelo Plano Nacional de Leitura. A publicação da obra, galardoada em 1964, em Luanda, com o Prémio D. Maria José Abrantes Mota Veiga, causou um forte clima de polémica e represálias por parte do regime fascista e colonialista que governava Portugal.

“Luanda” foi distinguido, em 1965, com o Grande Prémio da Novelística, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Escritores, o que causou fortes críticas e a repressão das autoridades do Estado Novo.

Nascido em Portugal há 84 anos, viveu a infância e a juventude em Luanda tendo-se naturalizado angolano em 1975. Foi um dos fundadores da União de Escritores Angolanos, da qual foi secretário-geral até 1980.

Luandino Vieira é o pseudónimo literário de José Vieira Mateus da Graça, um dos sobreviventes do Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde. Preso pela polícia política em 1959 e 1961, Luandino Vieira foi condenado a 14 anos de prisão. Até 1964 foi recluso várias cadeias em Luanda, sendo posteriormente transferido para o campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, onde esteve preso até 1972.

Entre 1972 e 1974 permaneceu em Lisboa, em regime de residência vigiada. Nas prisões angolanas e no Tarrafal, Luandino Vieira teve por camaradas de cárcere alguns dos mais destacados nacionalistas angolanos, entre eles,  Ilídio Machado, André Mingas, Gabriel Leitão, Noé Saúde e Liceu Vieira Dias (Carlos Aniceto Vieira Dias), todos condenados e enviados para o Tarrafal no âmbito do”Processo dos 50″ movido pelo regime contra nacionalistas que reivindicaram em documento enviado ao ditador Salazar a independência de Angola.

África 21 Digital/Lusa

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.