Chuva Que se Abateu Sobre Luanda Arrasta Lixo Para as Praias do Mussulo

Resultado da chuva que se abateu na cidade capital, na Sextafeira, as praias do Mussulo registaram um número elevado de concentração de resíduos sólidos, provenientes das zonas circunvizinhas

A grande quantidade de resíduos sólidos nas praias do Mussulo levaram o governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, a trabalhar ontem naquele distrito urbano. As ondas do mar transportaram todo o lixo para a orla e deixaram a Ilha do Mussulo com um péssimo aspecto

. De acordo com informações locais, este movimento é cíclico, ou seja acontece anualmente no período chuvoso. A quantidade de resíduos depende do volume e da intensidade das águas da chuva nas valas de drenagem.

Feita a constatação, o governador provincial orientou as autoridades locais no sentido de reforçarem o trabalho que a empresa de recolha e tratamento de lixo VISTA está a realizar.

Boa parte da extensão da praia já está limpa, pelo que nos próximos dias as praias do Mussulo voltarão a brilhar, para o bem dos banhistas e não só. De realçar que as últimas chuvas não trouxeram danos humanos para a província de Luanda, ou seja até ao momento não há registo de mortos.

De acordo com o governador provincial de Luanda, os níveis não foram mais alarmantes devido ao programa de mitigação dos efeitos das chuvas que o GPL está a levar a cabo, com a limpeza de valas, valetas e sarjetas, recolha de resíduos sólidos e desobstrução dos pontos de risco no interior dos bairros para o melhoramento dos canais de escoamento das águas, bem como a vigilância epidemiológica.

O Governador Luther Rescova orientou, por isso, às administrações municipais e dos distritos urbanos o reforço, com todos os meios disponíveis, da implementação do referido programa, trabalhando com as comunidades e prestando atenção especial às áreas das escolas e hospitais, para que não se comprometa o ano lectivo e o atendimento hospitalar da população.

O PAÍS/Ana Gomes

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.