Prioridades Para Angola São a Promoção da Paz e da Segurança em África

A promoção da paz e da segurança em África constituem prioridades para Angola, que desenvolve esforços políticos e diplomáticos na criação de pressupostos sólidos de um desenvolvimento sustentável, afirmou nesta quarta-feira, na cidade do Lubango (Huíla), o ministro da Defesa Nacional, Salviano de Jesus Sequeira.

Na sessão ministerial da 20ª reunião da Comissão Mista de Defesa e Segurança de Angola e Namíbia, o governante destacou que Angola acompanha, de forma minuciosa e realista, os fenómenos políticos na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), particularmente no Lesotho, na República Democrática do Congo e no Zimbabwe, cooperando com os esforços da comunidade internacional.

Defendeu a necessidade de salvaguardar a independência e segurança dos estados, incluindo o angolano e namibiano, tendo em conta os riscos e ameaças de terrorismo e pirataria marítima que preocupam a comunidade internacional.

Para o combate dos males que afligem as populações, como o contrabando, imigração ilegal, tráficos humanos e de drogas, caça furtiva, roubos de gado e viaturas, entre outros, o ministro disse ser necessário manter o trabalho conjunto, baseado no incremento e dinamização de trocas de informações, assim como no patrulhamento unido.

Por sua vez, o ministro da Defesa da Namíbia, Penda Ya Ndacolo, salientou que o seu país aprecia a cooperação existente entre as forças de defesa e segurança dos dois povos e vai continuar a participar nas acções militares e humanitárias conjuntas, assim como em outros exercícios bilaterais.

Reconheceu que ambos países têm oportunidades de defesa e segurança similares, bem como desafios, pois partilham as mesmas fronteiras, a partir do Zambeze até ao Cunene (região da Namíbia) e do Cuando Cubango até ao Namibe (parte angolana).

A reunião da Comissão Mista de Defesa e Segurança entre Angola e Namíbia aborda, entre outras, a situação do tráfico de droga e de seres humanos e o roubo de gado e de viaturas.

ANGOP

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.