Actualmente a Imagem da Cidade do Lubango Não Interessa a Ninguém,Admitiu o Administrador

 

Francisco Barros pede USD 180 milhões para reparar estradas, jardins públicos, redes de transporte e sistemas de fornecimento de água e luz.

As autoridades municipais do Lubango, na província da Huíla, necessitam de  USD 180 milhões para recuperar a imagem da cidade, que actualmente “não agrada a ninguém”, admitiu o administrador.

A situação da cidade do Lubango foi analisada numa mesa redonda com o tema “Lubango ontem, hoje e amanhã”, realizada no âmbito do programa festivo dos 94 anos da sua existência, que se comemoram a 31 deste mês.

Segundo o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, o valor avançado serviria para a reabilitação, alargamento de redes técnicas e de infraestruturas básicas, com vista a melhorar globalmente a imagem da cidade.

A cidade precisa de reparar as principais estradas, passeios, redes de transporte e de distribuição de energia eléctrica e de água, tratamento de jardins, entre outras acções, indicou ainda o administrador.

“O Lubango precisa de um orçamento de USD 180 milhões para colocar as redes técnicas, o asfalto e outros componentes necessários para uma boa imagem da cidade do Lubango”, referiu Francisco Barros, citado hoje pela Angop.

O dirigente sublinhou que o actual quadro da cidade é de conhecimento das autoridades competentes, acreditando que no mais curto espaço de tempo surjam os apoios para se reverter a situação.

O responsável salientou que, a actual imagem da cidade não agrada ninguém e é preciso haver “coragem de dizer”.

“E temos que fazer um esforço para que o mínimo que existe, em termos de conservação, seja mantido para que em pouco tempo tenhamos uma intervenção acentuada”, frisou

Rede Angola

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.