Tornar Angola Auto-Suficiente em Sal São as Pretensões de Benguela

Até ao 1º semestre de 2018, Benguela prevê atingir uma produção de 120 mil toneladas de sal bruto e, com efeito, cumprir com as projecções do Governo, que são as de tornar o país auto-suficiente.

O director provincial das Pescas, José Gomes da Silva, assegurou nesta cidade que existem investimentos no domínio da produção de sal capazes de tornar o país auto-suficiente na produção de sal e com capacidade para exportá-lo aos países vizinhos, com destaque para a República Democrática do Congo.

As declarações do responsável provincial proferidas no ano passado, à ministra das Pescas, Victória de Barros Neto, à margem da inauguração de um empreendimento salineiro local, que Benguela produz 80% do sal consumido em Angola e solicitado às autoridades administrativas a preservarem espaços fundiários e sensibilizar a população para evitarem construir em zonas salineiras.

Gomes da Silva apontou que a produção actual de Benguela se situa na ordem dos 40 a 50 mil toneladas, tendo manifestando a convicção de que esta região dispõe de condições climáticas, principalmente no município da Baía Farta, para fazer face às necessidades internas. Afirmou que existem vários investimentos de empresários no ramo salineiro, particularmente na comuna do Chamume, município da Baia-Farta, local que alberga a designada “Cidade do Sal”, um projecto de iniciativa do Governo Provincial.

O PAÍS/

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.