Quase 2.300 Pessoas Sem Casa na Província de Malanje Devido a Chuvas Intensas

As chuvas intensas que caem há alguns dias na província angolana de Malanje deixaram quase 2.300 pessoas sem casa, as quais continuam sem receber qualquer apoio das autoridades.

De acordo com informação prestada pelo segundo comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros de Malanje, Miguel António, indicando os municípios de Calandula, Cangandala, Cambundi Catembo, Malange, Luquembo e Quirima com o maior volume de destruição.

O responsável avançou que 383 casas ficaram destruídas, totalizando 2.298 pessoas afectadas.

Miguel António referiu que decorrem ainda trabalhos de levantamento de todas as zonas afectadas, pelo que ainda é “prematuro falar de apoios”.

Lusa/Sapo Notícias

 


Ajustes Orçamentais Levam os Deputados Angolanos a Deixar de Viajarem em Primeira Classe

O secretário-geral da Assembleia Nacional disse hoje que estão a ser feitos ajustes orçamentais e não cortes, devido à insuficiência de verbas, deixando os deputados de viajar em primeira classe, entre outras medidas.
Agostinho Pedro de Neri disse que estão a ser retirados valores a rubricas, para se acrescentar a outras, ajustamentos do ponto de vista orçamental, que procuram não “criar muitos prejuízos”.

“Deixamos de ter no fim de cada plenária alguma refeição para os participantes das plenárias, ajustamos algumas saídas para o exterior do país, nas delegações parlamentares, reduzimos o número de pessoas que faziam parte das delegações, com todas as consequências possíveis disto”, explicou o responsável.


Está em Marcha no Alto Catumbela um Projecto de Reflorestação

Um projecto de reflorestação  de eucaliptos para indústria de celulose e papel do país foi lançado nesta quarta-feira pela empresa Estrela da Floresta, na vila do Alto Catumbela, município da Ganda, província de Benguela.

O projecto de exploração de madeira de eucaliptos, pinho e cedro concebido por esta empresa, visa desenvolver novas plantações florestais nos 18 perímetros florestais da até então pertencente ex-complexo da companhia de celulose e papel de Angola (CCPA) na região de Benguela e Huambo.


A Sociedade Mineira de Catoca Província da Lunda Sul Pretende Liderar Mercado Mundial de Diamantes

A Sociedade Mineira de Catoca, situada no município de Saurimo, província da Lunda Sul, a quarta maior produtora de diamantes no mundo e líder nacional com uma quota de 86,3 porcento em volume e 60,3 porcento em valor monetário, pretende produzir, até final Dezembro deste ano, oito milhões de quilates.
Sergei Amelin, de nacionalidade russa, presidente do conselho de gerência da Sociedade Mineira de Catoca, afirmou à Angop que pretende ver arrecadado, com a comercialização desta pedra preciosa, mais de 138 milhões de dólares.


63 Mil Toneladas de Açúcar Produção Recorde da Companhia de Bioenergia de Angola

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) prevê produzir este ano um valor recorde de 63 mil toneladas de açúcar, com a terceira colheita a ficar concluída esta semana, disse o director de produção, Fernando Guerra.

O director de produção adiantou que a extracção industrial da cana-de-açúcar “está mesmo acima da média registada no Brasil” e que a produção de açúcar mantém a tendência para o crescimento, fazendo parte dos planos da empresa assegurar, em 2021, “boa parte da procura do país.”