As Províncias do Cuando Cubango e Moxico Poderão Levar à Alteração da Configuração Administrativa de Angola

cuando cubangoAngola pode ver alterada a sua configuração administrativa através da divisão do Cuando Cubango e do Moxico, as duas mais extensas das 18 províncias do país.  A fraca densidade populacional e a larga extensão de território em causa, são as fragilidades que a ideia pretende minimizar. Porque território desocupado, é território desejado pela crescente população nos países vizinhos.

As províncias do Cuando Cubango e do Moxico podem ser fragmentadas administrativamente de forma a parar o despovoamento de uma parte significativa do território angolano, tendo em conta que se trata das duas maiores regiões do país mas com apenas 1, 3 milhões de habitantes em 422 quilómetros quadrados.

Bornito de Sousa, Ministro do Ordenamento do Território, avançou esta ideia ontem, explica que está em causa tomar medidas que impeçam a ocupação do território, devido à sua baixa densidade populacional actual, por parte de estrangeiros a partir dos países vizinhos.

O governante defende de a actual situação, onde a escassa população destas províncias dificulta a presença das instituições do Estado angolano numa parte significativa do país, “pode originar uma invasão silenciosa por parte de países fronteiriços, cuja densidade populacional cresce a cada ano”.

De acordo com Bornito de Sousa, a ideia que está a ser estudada, compreende a divisão do Moxico, com apenas cerca de 750 mil habitantes espalhados pelos seus 223 mil quilómetros quadrados, em duas novas regiões administrativas e a do Cuando Cubango, com 199 mil quilómetros quadrados, para aproximadamente 500 mil habitantes, seja divida em duas.

O Kuando Kubango e o Moxico, juntas, têm pouco mais de cinco por cento dos mais de 25 milhões de habitantes de Angola.

Para a concretização desta reforma administrativa é necessária a concordância do Conselho de Ministros e da Assembleia Nacional.

Novo Jornal

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.