Timor-Leste Insiste na Ideia de Ser o Consórcio da CPLP a Explorar o Petróleo nas Suas Águas Territoriais

timor_lesteO governo de Timor-Leste vai insistir na ideia do consórcio da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Cplp) para exploração de petróleo nas suas águas territoriais durante o primeiro encontro de ministros da Energia do bloco.

O ministro timorense do Petróleo e Recursos Minerais, Alfredo Pires, disse que  a reunião está prevista para  junho. Timor-Leste está na presidência rotativa da Cplp até 2016.

Pires declarou à Rádio ONU, em Nova Iorque, que estimula a participação das companhias com conhecimentos sobre a área. Ele falava à margem do Fórum de Energia para Todos, que decorre até esta quinta-feira.

“Quem tem o know-how que venha participar (na iniciativa) e vamos ao negócio. Todos os negócios têm os seus riscos. Alguns acham que talvez o bloco timorense precisa de mais trabalho mas vamos ver. Nós speramos por outros países estão a precisar de capital, mas nós também temos capital. É simplesmente para trabalharmos juntos para ver quais são as oportunidades no negócio de energia, além do papel que podemos exercer mesmo a nível internacional”.

Prosseguem contactos com companhias dos Estados-membros do bloco, liderados pela Autoridade Nacional de Petróleo de Timor-Leste e a empresa timorense de exploração de petróleo. O ministro explica as expectativas em relação à  iniciativa.

“O que Timor-Leste fez de concreto foi nomear um bloco petrolífero onshore e dedicamos à Cplp. Está aberto. A nossa Companhia Nacional de Petróleo está a ter conversas com empresas nacionais dos nove (Estados-membros). Vamos continuar a empurrar essa ideia. Todos estão a responder  de diferentes maneiras mas alguém tem que dar um passo.”

O governante revelou ainda que o impacto económico da baixa dos preços petrolíferos é amenizado pelas regras que regem o Fundo do Petróleo. Nos últimos dois anos, a iniciativa viu baixar as receitas de cerca de US$ 800 milhões para US$ 460 milhões.

África 21

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.