A Fabricação de 34 Mil Toneladas de Estruturas Submarinas Já Começou em Porto Amboim

heeremaA Total E & P Angola iniciou, há dias, no estaleiro naval de Heerema, Porto Amboim, província do Cuanza Sul, a fabricação de 34 mil toneladas de estruturas para as futuras instalações submarina do projecto Caombo Arno Schoor.

O Director Geral da Total, Jean Michel Lavergne, disse que estão a testemunhar mais um projecto que vai contribuir no desenvolvimento do ramo petrolífero em águas profundas na história de Angola.

Por Falta de Refinarias à Altura, o País que Mais Petróleo Extrai em África com as Bombas Secas

nigeria_reutersO país não tem refinarias à altura e o governo tem uma dívida com os importadores de combustível.

Nigéria, o país que mais petróleo extrai em África, teve na semana passada insuficiência de combustível para abastecer geradores, viaturas e aviões.

A situação paralisou o país: Os geradores que alimentam a Nigéria ficaram secos e as empresas deixaram de funcionar. As companhias de telecomunicações limitaram serviços. As companhias aéreas cancelaram voos. Os bancos fechavam mais cedo. A crise foi à escala nacional.

Na cidade nortenha de Kaduna, Abdullahi Musa preferiu fechar o seu internet café do que ficar horas a fio na fila de combustível.


E Que Tal Umas Férias no Lubango e Visitar o Restaurante Tundavala

lubango_02_Restaurante Tundavalalubango_01_Restaurante Tundavalalubango_06_Restaurante Tundavala


Conheça as Belas Praias de Porto Amboim, Província do Cuanza Sul

porto_amboim_01porto_amboim_00


Segundo o Consulado-Geral de Angola no Algarve, Há Novos Vistos de Entrada em Angola

vistosSão boas notícias para quem pretende viajar para Angola, quer seja em turismo ou em viagens de negócios. O país africano acaba de disponibilizar, através da sua rede diplomática, novos acessos e prazos de permanência, com múltiplas entradas. Segundo o Consulado-Geral de Angola no Algarve, os novos vistos estarão disponíveis já a partir de 25 de Maio de 2015, iniciando-se assim a concessão de vistos de turismo e de vistos ordinários que permitirão múltiplas entradas no país. A instituição salienta a criação de dois novos tipos de vistos não prorrogáveis, um visto ordinário de 90 dias (custo de €250,60) e um visto de turismo que permite a permanência de 60 dias (€120,60).