Municípios do Amboim e Kilenda Apostam no Relançamento da Plantação de Dendém

dendem-frutoUm projecto de relançamento da plantação de dendém, numa área de 7.500 hectares de terras aráveis, vai ser executado nos municípios do Amboim e Kilenda, na província do Cuanza Sul, tendo em vista a produção de óleo de palma.

Os trabalhos preliminares têm início este ano e compreendem a desmatação e preparação dos solos, segundo o Programa Agroindústria do Cuanza Sul (Prosai).
“Nos municípios do Amboim e da Kilenda existe uma área com aptidão para o palmar, onde é possível desenvolver uma actividade rentável com emprego de maior força de trabalho”, sublinha o documento. O programa agroindústria prevê a instalação de 17 fábricas, ocupando uma área de cultivo de 195.500 hectares de terras aráveis, e foi concebido no âmbito do desenvolvimento socioeconómico, combate à pobreza e melhoria das condições sociais da população, com a edificação de habitações, unidades hospitalares e escolas.
A Universidade Santa Cruz do Sul do Brasil e o Programa Agroindústria do Cuanza Sul assinaram, em 2010, um protocolo que tem como objectivo a promoção do ensino, investigação e desenvolvimento das comunidades rurais, para o combate à fome, à pobreza e ao desemprego.
O acordo visa, igualmente, a competitividade industrial e o incremento das parcerias públicas/privadas para melhorar a qualidade de vida nas comunidades rurais.
A repartição fiscal de Calulo, município do Libolo, na província do Cuanza Sul, arrecadou para os cofres do Estado mais de 106 milhões kwanzas, durante o exercício económico de 2013, resultante de 730 contribuições, disse ao Jornal de Angola o seu responsável. Carlos Maurício Calei referiu o valor arrecadado superou a previsão inicial. Para este ano, prevê-se arrecadar um volume de receitas superior a 56 milhões de kwanzas.
A repartição fiscal de Calulo vai levar os seus serviços de cobrança às comunas, o que, na sua opinião, pode contribuir para o aumento das receitas durante o exercício económico de 2014. Com o mesmo propósito, este ano, vão ser realizadas campanhas de divulgação do Programa de Reforma Tributária, em curso no país, assim como o registo de imóveis vinculados ao Estado e outros construídos com os fundos públicos.

Jornal de Angola

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anti-Spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.