Wako Kungo Inaugura Novo Mercado Municipal

O novo mercado municipal da Cela, na cidade do Wako Kungo, no Kwanza-Sul, com capacidade para 1.600 vendedores, entrou em funcionamento no sábado.
Erguido pela empresa construtora angolana Ancon-construções, no prazo de 12 meses, a obra foi inaugurada pelo governador da província, Serafim do Prado.
Construído no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), o novo mercado da Cela está implantado numa área total de 15 mil metros quadrados e custou aos cofres do Estado um montante de 1,5 milhões de dólares. O estabelecimento dispõe de diversas lojas, restaurantes e bares, sete armazéns, quatro câmaras frigoríficas para a conservação de peixe, carnes, frutas e hortaliças, quiosques, boutiques e 302 bancadas. Conta ainda com parque de estacionamento e um grupo gerador para garantir a corrente eléctrica aos vários serviços ali prestados. O governador Serafim do Prado louvou o empenho demonstrado pela empresa construtora que, apesar dos constrangimentos conjunturais, honrou o contrato celebrado com o governo.
“É, de facto, um momento de alegria por ter chegado o dia da inauguração do mercado municipal da Cela, há muito esperado pelas populações locais e não só. As portas estão abertas e a responsabilidade cabe a todos os munícipes, para que os vários equipamentos aqui colocados durem por muito tempo”, frisou.Cecília João, vendedora de hortaliças e outros produtos há três anos, manifestou a sua alegria por ter conseguido um espaço que lhe permite exercer a actividade em óptimas condições de higiene.
“Estou contente porque agora vou vender numa bancada limpa e com abrigo contra o sol e chuva”, disse.
Rita Domingos conseguiu uma boutique e afirmou estar alegre.

Casimiro José/Jornal de Angola


Os Números do SIDA em Angola

A directora do Instituto Nacional de Luta Contra a Sida (INLS), Dulcelina Serrano, disse ontem ao Jornal de Angola que mais de duzentas mil pessoas em Angola estão infectadas com o vírus da SIDA.
A directora referiu que o país está preparado para atender estes casos, porque existe um grande número de unidades hospitalares especializadas. “Estimamos que o país tenha mais de 200 mil pessoas a viverem com SIDA. Neste momento, são conhecidos 120 mil infectados. Cerca de 77 mil estão em acompanhamento médico, dos quais 42 mil já iniciaram a terapia anti-retroviral”, afirmou a responsável do INLS.
Dulcelina Serrano falou a este jornal à margem da abertura da Primeira Jornada Científica Sobre VIH/SIDA, sob o tema “Conheça o seu estado serológico”, que decorre na Escola Nacional de Administração (ENAD), organizada pelo Ministério da Saúde e o INLS, entre os dias 28 de Novembro e 2 de Dezembro.
Dulcelina Serrano referiu que o vírus da SIDA afecta mais mulheres que homens “pela sua própria vulnerabilidade biológica”.
“A proporção é de duas mulheres para um homem infectado. Mas o nosso histórico regista que as mulheres procuram mais as unidades de tratamento da SIDA. Para atender estes casos temos um conjunto de hospitais distribuídos por todo o país, que rondam os 140, para atendimento aos adultos infectados pelo VIH, e 133 para as crianças”, disse a responsável do INLS.


Imagens do Cuito

cuito_11cuito_12                                                                          Clique Aqui


Casa Social em Angola Deve Custar no Máximo, 60 mil Dólares

O ministro das Finanças, Carlos Lopes, afirmou que o valor ideal para uma casa social deve ser, no máximo, 60 mil dólares e que o Executivo deve trabalhar para controlar os preços das habitações.
“Temos um mercado onde há disfunções muito sérias no domínio da formação de preços e ainda especulativo”, disse o ministro, no domingo, no programa Espaço Público, da TPA, acrescentando que o Estado deve actuar no sentido de proteger os cidadãos com menos posses. “Essa é a função social do Estado”, disse.
Carlos Lopes explicou, também, as funções do Fundo de Fomento Habitacional, mecanismo criado pelo Executivo para garantir aos cidadãos 80 por cento do valor do crédito a contrair com um banco comercial para a compra de uma moradia. A primeira função do fundo, disse o ministro, é promover a habitação social, apoiando a construção de casas sociais para a população mais carenciada.
Quanto à possibilidade de os cidadãos de baixo rendimento adquirem habitação numa centralidade, referiu que o conceito de centralidades não é apenas visto numa óptica de luxo. Como exemplo, referiu a centralidade do Kilamba, onde estão, também, a ser desenvolvidos projectos de casas sociais, para permitir que não haja segregação em termos da classe média alta, média e baixa, que deve beneficiar de todas as facilidades que o lugar oferece. 


Lobito Inaugura Edifício do Banco Nacional de Angola

O administrador do Banco Nacional de Angola, Ramos da Cruz, inaugurou na sexta-feira, na cidade do Lobito, o novo edifício daquela instituição financeira que vai contribuir significativamente para ajudar  o governo nos esforços da  industrialização e do desenvolvimento da província de Benguela, em geral, e da cidade do Lobito em particular.
Segundo, o governador Ramos da Cruz, o investimento realizado e o volume de massa monetária em circulação na província de Benguela, justificaram a decisão do BNA em transferir o sistema de levantamentos e depósitos de valores dos bancos comerciais para aquele moderno edifício.
 Este facto vai obrigar também os bancos comerciais a alterarem e melhorar alguns dos seus procedimentos. Na delegação regional doo BNA em Benguela, revelou, são hoje efectuados em média, 406.8 Milhões de kwanzas em depósitos e 376.6 Milhões em levantamentos/mês respectivamente.
As obras deste edifício, acrescentou, custaram ao BNA, não incluindo os equipamentos e as máquinas que estão aqui introduzidas, 2, 2 mil milhões de kwanzas. Este edifício vai melhorar a qualidade do trabalho dos nossos colegas e consequentemente melhorar e aprofundar a resposta do BNA na sua relação com os bancos comerciais. Naquele edifício serão implementados vários serviços afectos ao BNA, com particular realce para o centro nacional de formação dos trabalhadores da instituição.