Até 2012 40 Mil Casas em Seis Províncias

 

A Kora Angola acaba de lançar casas modelo em seis províncias do país. A empresa irá construir 40 mil habitações sociais no âmbito do Programa Meu Sonho Minha Casa, do Ministério do Urbanismo e Construção.
Jornal O País

A Kora Angola investirá em habitações sociais destinadas ao público com baixos rendimentos em todo o país. A escolha destas províncias para a implantação da primeira fase do projecto baseou-se em critérios socioeconómicos. “A nossa intervenção visa ampliar a qualidade de vida da população a partir da construção das infra-estruturas urbanas e de casas condignas para aquelas localidades”, Afirma Shimon Misrachi, director geral da Kora Angola, lê-se numa nota de imprensa chegada a nossa redacção.

Do total de 40.000 casas a serem construídas nas cinco províncias, 7.000 localizam-se no Bié, 12.000 no Huambo, 3.000 no Moxico, 5.000 em Kwanza Sul, 7.000 no Uíge e 6.000 em Luanda.

O projecto arquitectónico e urbanístico da Kora Angola contempla a construção de cinco modelos de casas tipo T3 geminadas e apartamentos T3 e T4, todos com duas casas de banho, sendo uma suite e a outra social. Todos os imóveis terão em média 100m2 de área construída a um custo final de 55.600,00 dólares norte -americanos por unidade.

Baseado no conceito de comunidades urbanas, de autoria do arquitecto brasileiro Jaime Lerner, este projecto de habitação valoriza a inclusão social e o viver comunitário em harmonia com o espaço e compreende a construção de bairros dotados de infra-estruturas que incluem redes de água potável, electricidade, iluminação pública, esgotos, estradas asfaltadas, jardins, praças e outras áreas de convívio. O projecto prevê ainda dotar cada bairro com clínicas, escolas e creches com o apoio do Executivo angolano.

Com duração total de dois anos, o cronograma do projecto teve início em Dezembro de 2010, com a apresentação das casas modelo e término previsto para Dezembro de 2012 com a completa entrega dos fogos habitacionais.

A Kora Angola irá ainda investir em fábricas com uma tecnologia inovadora, reconhecida mundialmente, que utiliza como base o Cimento Celular Autoclavado (CCA), recurso que garante maior qualidade com durabilidade, resistência e agilidade na construção em relação às técnicas tradicionais, lê-se na citada nota de imprensa.

Já na fase de comercialização, com início previsto para o primeiro trimestre de 2011, a empresa pretende colocar ao serviço do público um centro de promoção imobiliária em cada uma das províncias onde o projecto irá abranger. As casas poderão ser adquiridas directamente neste stand de vendas.

De entre os benefícios sociais a serem gerados pela implantação do projecto da Kora Angola está a criação de mais de 5.000 novos postos de trabalho, através da contratação directa ou indirecta por meio de empresas empreiteiras que utilizarão mão de obra em cada uma das Províncias já assinaladas.

“A vertente social inerente a este projecto é algo que potencializamos em cada uma das suas etapas, desde a concepção até o acesso pela população. Queremos ajudar as pessoas a realizarem o seu maior projecto de vida”, acrescentou Shimon Misrachi.
Jornal O País

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


3 + = 9

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>