Na Festa Mundial da Juventude a Cultura Angolana Esteve em Destaque

A 17ª Edição do Festival Juventude e Estudantes, que decorreu na África do Sul, mais do que uma concentração de jovens foi sem dúvida uma autêntica manifestação cultural dos 118 países participantes.
A cidade de Pretória acolheu 40 mil jovens de 118 países entre 13 e 21 de Dezembro. Os delegados manifestaram a sua cultura através de trajes, culinária, dança, música, língua e as cores das bandeiras dos respectivos países.

Jornal de Angola

A abertura do festival decorreu no majestoso estádio “Lucas Morepe Stadium” e a delegação angolana foi uma das delegações mais aplaudidas.
Os angolanos entram no estádio ao som dos batuques do Ballet Nacional, acompanhados da dança rítmica do músico Tata Ngana. A delegação desfilou sob o lema “A Batalha do Cuito Cuanavale”, com uma bandeira transportada pela delega Elisa Mulyata, da província do Kuando-Kubango, vestida segundo a tradição das mulheres ngaguelas, com a punda na cintura, as pulseiras no pulso e uma no pé, as tranças decoradas com bolinhas brancas e amarelas em forma de círculo.
Descalça e com um olhar firme, Elisa Mulyata levava a Bandeira Nacional. Foi a primeira angolana a entrar no estádio “Lucas Morepe Stadium”.
Elisa Mulyata disse ao Jornal de Angola que se sentiu muito orgulhosa por ser ela a transportar um dos símbolos da soberania nacional. A delegação de Angola, encabeçada pelo primeiro secretário nacional da JMPLA, Sérgio Luther Rescova Joaquim, foi muito solicitada pelos estrangeiros, devido às indumentárias que levaram para o festival.
O ponto mais alto foi a Feira de Solidariedade que decorreu no centro cultural Pretoria Show Ground, onde cada país tinha espaço reservado para expor os seus produtos. O pavilhão de Angola foi montado logo à entrada do centro.
O Ballet Nacional actuou com os trajes tradicionais das províncias do Cunene, Huila, Lunda-Norte Lunda-Sul, Cabinda e Luanda. Os visitantes do pavilhão de Angola puderam apreciar peças de artesanato e obras dos escritores Pepetela, Adriano Botelho de Vasconcelos, John Bela, Nock Noqueira e Carlos Pedro Mascotes. Carlos Pedro, responsável do pavilhão de Angola, disse que a única dificuldade foi os livros estarem apenas editados em português.
O Festival Mundial da Juventude na África do Sul foi uma oportunidade para os jovens conhecerem a realidade cultural de cada país participante.
A exposição internacional no centro cultural Pretoria Show Ground foi uma manifestação desta interacção cultural dos povos. Todos os países participantes expuseram elementos culturais e literatura contra políticas imperialistas e que exaltam a solidariedade entre os povos. As imagens de Nelson Mandela, Fidel Castro e várias figuras que contribuíram para a libertação dos seus povos estavam realçados em todos os pavilhões. Os delegados do Panamá colocaram em ponto grande a imagem de António Agostinho Neto, primeiro Presidente da República de Angola.
O Espaço do Panamá era a segunda paragem dos delegados angolanos. Laura Gil, representante da delegação do Panamá, disse ao Jornal de Angola que a exposição da fotografia de Agostinho Neto “foi a maneira como o povo panamense encontrou para homenagear neste festival a figura de Agostinho Neto pelo seu contributo ao mundo na política e na literatura”.
O músico Tata Ngana voltou a chamar a atenção dos visitantes do espaço angolano. Pôs à venda 300 cópias do seu último disco intitulado “N´Tumbo”. Tata Ngana vendeu todos os exemplares e deu autógrafos até a delegados que não contava serem seus fãs.
A cultura angolana foi demonstrada em todas as actividades que os delegados participaram, com maior realce para a Conferencia Internacional sobre a Batalha do Cuito Cuanavale que a delegação organizou e que contou com a participação de cubanos, moçambicanos, zimbabueanos e zambianos.

Gabriel Bunga/Jornal de Angola

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


5 + 6 =

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>