Benguela – Actores Trocam Experiências

Representante da UNAC em Benguela elogiou a iniciativa dos actores locais


Jornal de Angola Dezenas de artistas representando vários grupos de teatro na província de Benguela reuniram-se no domingo, no Centro Cultural e Recreativo Disco Feira, na cidade das Acácias Rubras, durante a primeira edição do “Caldo do Actor “, com o objectivo de saudar em apoteose o Dia Mundial do Teatro.

Esteves Domingos Quina, encenador do Colectivo de Artes Ombaka, explicou que este encontro pretendeu juntar os actores dos vários grupos de teatro da província e promover a confraternização, reforçando o intercâmbio cultural. Os artistas cénicos têm procurado apostar na troca de experiências, pelo que o “Caldo do Actor” ajudou a consolidar essa perspectiva, salientou.
O responsável aproveitou a ocasião para pedir aos grupos para apostarem cada vez mais na formação artística dos actores, para que as obras sejam exibidas com rigor e qualidade correspondendo às expectativas do público local.
Por sua vez, o representante provincial de Benguela da União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC), Francisco Manuel Domingos, elogiou a iniciativa, por contribuir para intensificar a interacção entre os grupos teatrais existentes na região. Em seu entender, é importante que os actores convivam muitas vezes em prol do desenvolvimento da arte de representar em palco.
O caldo, animado pelo poeta Rei Mandongue I que recitou poemas, foi antecedido de uma partida de futebol amigável entre os actores da cidade de Benguela e os do Lobito, e de um debate sobre a situação actual do teatro.


Yuri da Cunha e Ramazzotti Actuaram em Paris


Jornal de Angola O cantor angolano Yuri da Cunha e o músico italiano Eros Ramazzotti realizaram, ontem, em Paris, um concerto, no âmbito da digressão que estão a realizar pela Europa.
Yuri da Cunha foi o primeiro a subir ao palco, apresentando, durante 30 minutos, alguns dos maiores êxitos do seu repertório.

Eros Ramazzotti apresentou, além de temas antigos, canções do seu mais recente trabalho discográfico, “Ali e Radici”.
Yuri da Cunha é acompanhado pelos músicos, Dinho (bateria), Carlitos Chiemba (baixo), Joãozinho Morgado (percussão), Ximbinha Mamede (guitarra), Chalana Dantas (percussão), Nelas do Som (guitarra), Tavinho (teclados), pelos coristas Faustudo e Trycia, e pelas bailarinas Filomena e Bela.
Yuri da Cunha, vencedor do “Top dos Mais Queridos 2009”, nesta digressão pela Europa, que começou em 2009, já actuou em Itália, Holanda, Bélgica, Hungria, Espanha e Finlândia.


Angola-Heróis do Cuito Cuanavale Homenageados Pelo Presidente da Républica


África 21 – O presidente angolano, José Eduardo dos Santos, homenageia, nesta quarta-feira (31), em Luanda, os heróis da Batalha do Cuito Cuanavale durante uma cerimónia prevista para o fim da tarde num dos jardins do Palácio Presidencial à “Cidade Alta”.

Além de alguns participantes a esta acção, considerada como uma das maiores batalhas ocorridas na África Austral, participarão actuais responsáveis das forças armadas do país, entre outros convidados.

Durante o acto será projectado um documentário que faz referências aos principais aspectos desta batalha, ocorrida há 22 anos, que opôs as ex-Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA), conjuntamente com internacionalistas de Cuba, aos militares do antigo regime do Apartheid sul-africano, que, na altura, invadiam Angola a partir desta região Sudeste do país.

A derrota das então forças militares sul-africanas obrigou o regime do Apartheid a promover conversações quadripartidas, que levou à assinatura do acordo de Nova Iorque (EUA) e, consequentemente, à independência da Namíbia e à democratização da África do Sul, com o fim do regime separatista.

Numa declaração dirigida à nação, por ocasião do vigésimo aniversário deste acontecimento, em 2008, o Presidente da República enalteceu este feito, por constituir a premissa fundamental para a paz e a reconciliação nacional de Angola.

“A Batalha de Cuito Cuanavale foi, assim, o ponto de viragem decisivo numa guerra que se arrastava há longos anos e na qual o jovem Estado angolano teve de sofrer as pressões e ameaças de grandes potências e a agressão directa de forças militares que elas financiavam, apoiavam e armavam”, disse José Eduardo dos Santos.

Para honrar a memória de todos os que lutaram para defender aquela localidade da ocupação sul-africana, o governo angolano ergueu, à entrada da sede municipal do Cuito Cuanavale, um obelisco de aproximadamente 35 metros de altura, sob a forma de pirâmide, denominado “Monumento Histórico”.

A infra-estrutura comporta dois pisos, um terraço e sustentada por três vigas de betão armado, que lhe conferem a forma de uma pirâmide, está equipada com um elevador com capacidade para transportar cinco pessoas.

Logo à entrada do pátio do monumento histórico, estão duas estátuas de soldados, sendo um combatente das ex-FAPLA e outro cubano, com os punhos erguidos em sinal de vitória no fim dos combates da “Batalha do Cuito Cuanavale”.

No mesmo perímetro, encontra-se uma biblioteca e um museu, este último, onde estão expostas algumas das armas capturadas durante os combates e do material utilizado pelas extintas FAPLA e pelas tropas cubanas.

O nome Cuito Cuanavale, um dos municípios da província do Kuando Kubango, tem origem dos rios Cuito e Cuanavale, que convergem nesta região.

O Cuito Cuanavale possui uma superfície de 35.610 quilómetros quadrados, onde se estima que habitem 94.743 pessoas, que se dedicam essencialmente à agricultura e criação de gado.


Angola-TAAG Autorizada a Voar Para Todos os Destinos da União Europeia

África 21A Comissão Europeia autorizou a companhia aérea angolana TAAG a voar para todos os destinos da União Europeia, mas “sob determinadas condições estritas e com aeronaves específicas”. Até agora, a transportadora só podia voar para Lisboa.

A Comissão Europeia decidiu levantar as restrições à TAAG mediante o cumprimento de diversas exigências.

De acordo com comunicado divulgado em Bruxelas, sede do Executivo europeu, “a autoridade de aviação civil de Angola é convidada a intensificar a fiscalização sobre todas as transportadoras e continuar o processo de voltar a certificar as outras transportadoras aéreas angolanas que continuam proibidas de operar na UE”.

Cerca de uma centena de companhias aéreas de diversos países, sobretudo africanos, estão proibidas de voar no espaço europeu por não aplicarem as normas de segurança e constituírem um perigo para os passageiros, de acordo com o Executivo da UE.


Angola – Ministro Angolano das Relações Exteriores Participa de Reunião da CPLP em Brasília

Os ministros das Relações Exteriores dos Estados membros da Comunidade reúnem-se em sessão extraordinária para analisar as estratégias e as ações que projetarão a língua portuguesa no mundo.

O ministro angolano das Relações Exteriores, Assunção dos Anjos, chega nesta terça-feira (30) ao Brasil para participar da VI Reunião Extraordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a decorrer até quarta-feira (31).

Os ministros das Relações Exteriores dos Estados membros da Comunidade reúnem-se em sessão extraordinária para analisar as estratégias e as ações que projetarão a língua portuguesa no mundo e deverão fazer recomendações para a próxima cúpula da comunidade, que se realizará em Luanda, capital de AngoLA, ainda este ano.

A conferência foi iniciada no dia 25 e foi dividida em duas etapas, sendo que a primeira terminou no dia 27 e reuniu escritores, professores, académicos, editores, jornalistas, entre outros profissionais diretamente ligados à difusão da língua portuguesa.

A segunda etapa, que termina hoje, reúne delegações governamentais dos Estados membros da organização para discutirem as propostas consideradas passíveis de compor um programa de ações da comunidade para o cumprimento dos objetivos fixados pelos chefes de Estado e de Governo na “Declaração sobre a Língua Portuguesa”, aprovada em 2008, em Lisboa .

A conferência internacional sobre o futuro da língua portuguesa e a reunião extraordinária do Conselho de Ministros decorrem sob a presidência conjunta do Brasil, país sede do evento, e de Portugal, na qualidade de atual presidente da comunidade.

Para além dos Estados membros da CPLP, foram convidadas delegações da Guiné Equatorial, Ilhas Maurícias e do Senegal, na qualidade de Estados Observadores Associados