Porto Amboim-Projecto de Estaleiro Naval

A empresa Heerema Group Company, de origem holandesa, apresentou, hoje, no Sumbe, o projecto de construção de um estaleiro naval, em sistema de “joint venture” com o Governo Provincial do Kwanza-Sul.

O acordo de construção do estaleiro naval foi assinado, em Outubro do ano passado, entre a Heerema Group Company e o Governo Provincial do Kwanza-Sul. O acordo engloba serviços de ligação, estaleiro naval, transporte marítimo, transporte “off shore” e gás.

O acto de apresentação decorreu no salão nobre do Governo Provincial do Kwanza-Sul, na marginal da cidade do Sumbe, e contou com a presença do governador Serafim Maria do Prado, vice-governadores, directores dos organismos estatais, administradores municipais do Sumbe e Porto Amboim e representantes da sociedade civil.

O estaleiro naval está ser construído a sul de Porto Amboim, numa área de 15 hectares adjacentes à PAENAL – Estaleiro Naval de Porto-Amboim. O acordo prevê um período de exploração de 30 anos. O objecto social da empresa de exploração do novo estaleiro naval é a prestação de serviços de transporte “off shore”, para o mercado de petróleo e gás em Angola, e a implantação de um porto permanente na cidade de Porto Amboim.

Os trabalhos de construção, avaliados em 100 milhões de dólares, decorrem desde a assinatura dos acordos. O início de instalação de transporte “off shore” está previsto para meados de 2010 . No projecto da Heerema Group Campany, apresentado ontem, está a construção de um edifício de dois andares para a instalação de escritórios e armazéns. Os arredores comportam instalações para o abastecimento de água, energia eléctrica e ar climatizado .

Como parte integrante da sua funcionalidade, a Heerema Group Company tem o compromisso de investir na construção de sociedades locais, tendo já estabelecido a parceria com uma empresa nacional, a Cenbir, que vai permitir formar quadros angolanos.

Criação de postos de trabalho para nacionais e estrangeiros

Na fase de operacionalização, a Heerema Group Company vai garantir 182 postos de trabalho para angolanos, além de 58 expatriados. Durante a apresentação do projecto, foram anunciadas medidas cautelares de impacto ambiental, condições de trabalho, direitos humanos e observância do ambiente local sociopolítico e económico.

O Governador provincial, Serafim Maria do Prado, sublinhou que a apresentação de mais um projecto de dimensão da Heerema Group Company “é um sinal positivo que concorre para o crescimento e relançamento da indústria na província do Kwanza-Sul e no país em geral”, salientando que, além de satisfazer o mercado petrolífero, o projecto permite a entrada de jovens no mercado de trabalho.

Serafim do Prado ficou satisfeito com o gesto da multinacional holandesa e prometeu que o Governo Provincial do Kwanza-Sul vai apoiar, com os meios ao seu alcance, as solicitações que forem apresentadas pela empresa. O representante da empresa holandesa, Steve Prestou, declarou que a intenção da Heerema Group Company é “juntar-se aos esforços que o Governo angolano está a fazer para a reconstrução” do país e, sobretudo, do tecido industrial, duramente afectado pelo conflito armado.

Jornal de Angola

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


8 − 2 =

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>