Provincia de Benguela



Benguela situa-se no litoral-centro de Angola e a província é constituída por 9 Municípios: Benguela (a capital), Baía-Farta, Balombo, Bocoio, Caimbambo, Chongoroi, Cubal, Ganda e Lobito, distribuídos por uma superfície de 37.802 Km²

O clima é tropical árido, influenciado pela corrente fria de Benguela e a temperatura média anual é de 24ºC.

Por volta de 1601, ocorreram os primeiros desembarques de portugueses (na Baía das Vacas), atraídos pela aparente riqueza pecuária e pela potencial existência de minas de prata e cobre. A 17 de Maio de 1617 é fundada S. Filipe de Benguela. A sua posterior evolução foi prejudicada pelo mau clima, más condições económicas, assim como pelas doenças oriundas dos pântanos que cercavam a cidade.

A fauna desta província é rica em espécies como zebras, leões, elefantes, olongos, golungos, búfalos, onças, ongivas e a cabra de leque, principalmente na zona de Mamué.

A população de Benguela é na sua maioria da etnia Ovimbumdo e Nganguela e vive essencialmente da pesca, pecuária e agricultura. A língua nacional mais falada na província é o Umbundo.

COMO CHEGAR
Benguela possui dois Aeroportos: o Aeroporto 17 de Setembro, na capital da Província, que recebe voos de pequeno e médio porte e o da Catumbela (aeroporto militar).

É possível chegar por via marítima através do porto de Lobito de onde saem embarcações de pequeno e grande porte, quer de carga, quer de passageiros.

Existem acessos rodoviários para a capital Luanda assim como para as províncias do centro e sul do País.

PARA VISITAR
Igreja da Nª Srª do Pópolo – Construída em 1748, de estilo barroco, é considerada Monumento Nacional.

Ermida da Nª Sª dos Navegantes – construída em 1957, na crista do morro, a arquitectura inclui um cruzeiro que se avista à grande distância, quando iluminado.

Ermida da Nª Sª da Graça – situada na localidade de Cavaco, a 3 km a norte de Benguela. Ainda hoje acontecem importantes festividades em honra à Nª Sra. da Graça.

Ponta do Sombreiro – Farol localizado na parte ocidental da Baía de Benguela a cerca de 10 km a oeste da cidade, num alto com a forma de um sombreiro.

Plataforma – com vista Panorâmica da Caotinha

Palácio do Governo – no Lobito, de arquitectura colonial antiga.

Igreja de Nª Sª da Arrábida – no Lobito

Farol do Quilve – no Lobito

Farol de S. Pedro da Catumbela – na Catumbela

Termas da Jomba – no Lobito

Museu Arqueológico – na Catumbela

Plataforma – Com vista panorâmica da Bela Vista

Parque Regional da Chimalavera – É a principal reserva natural da província de Benguela. Tem uma superfície de 150 Km² e possui uma fauna variada.

Reserva Parcial do Búfalo – Deve o seu nome ao búfalo preto e foi criada em 1974. Tem 400 Km² de superfície e possui fauna variada.

ONDE COMER
Encontra várias opções em Benguela e no Lobito. Os pratos típicos são o pirão de milho e o funge de bombó, muamba, calulu, entre outros. As folhas de mandioca, folhas de abóbora e folhas de feijão são muito utilizadas.

ONDE RELAXAR
Ao longo de toda a costa existem excelentes praias como a Praia da Caota, Praia da Baía Azul, Praia da Caotinha, Praia da Equimina, as Praias do Lobito (Restinga, Cabaia, Compão e Liro) e a conhecida Praia Morena, na parte baixa da cidade de Benguela.
FESTAS E EVENTOS
O Carnaval do Lobito é considerado o segundo melhor depois do de Luanda. O dia de Benguela é comemorado a 16 de Maio e o dia do Lobito a 2 de Setembro. As festividades mais importantes são as religiosas como a festa de Nossa Senhora dos Navegantes em Maio e a de Nossa Senhora da Graça em Dezembro.
PRÁTICA DE DESPORTOS
A Praia da Caota é propícia para pesca submarina. As Baías de Santo António, Farta, praia Morena e ponta da Restinga no Lobito são áreas propícias para os desportos náuticos e a pesca desportiva.

ITINERÁRIOS
Distingue-se pela variedade do relevo e da flora. A sul da cidade, entre 10 e 25 km, estão as praias de águas límpidas e areia branca da Caota, Caotinha e Baía Azul (famosa pelo azulado das suas águas). A praia Morena, localizada na Marginal é a preferida pelos casais de namorados. A norte da cidade, localiza-se o Lobito, que já foi uma das cidades mais lindas da Costa Africana, daí ser chamado, a Sala de Visitas de Angola. Do município, parte a maior ferrovia do país que cruza todo o território angolano. O Lobito tem o porto mais importante da costa ocidental de África. No Lobito, poderá desfrutar das águas salgadas da Restinga, apreciar a culinária da região e os mariscos nos vários restaurantes à beira-mar. Existem lugares de onde se pode contemplar a beleza do Lobito e arredores, como os miradouros da Quileva da Bela Vista e do Forte da Catumbela, possui também, lugares com uma beleza tropical espectacular, como a Hanha, o Parque dos Bambus e as Palmeirinhas na Catumbela. Na estrada que liga Benguela ao Lobito, poderá contemplar a plantação do Vale do Cavaco, bem como, a Vila da Catumbela, situada na margem do rio com o mesmo nome, vila essa, que se desenvolveu em apoio ao pólo industrial existente. Visite também a Baía Farta.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


6 + = 8

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>